top of page

VEJA TAMBÉM

Pirelli revela motivo oficial por acidentes de Verstappen e Stroll no Azerbaijão; entenda


Momento em que Max Verstappen sofria estouro de pneu durante Grande Prêmio, em Baku — Foto: Evgeniy Safronov / Getty Images

Após mais de uma semana de investigações, a Pirelli, fornecedora oficial de pneus para a Fórmula 1, confirmou a causa dos acidentes de Max Verstappen e Lance Stroll durante o GP do Azerbaijão, do último dia 6: "uma quebra da parede interna do pneu".


 

O que houve?

Na corrida, Stroll acabou sofrendo um acidente grande na entrada dos boxes, ao sair da reta principal e colidir com o muro, logo após ter seu pneu traseiro equerdo estourado na volta 30. Já na volta 47, a cinco voltas da bandeira quadriculada, Verstappen, que liderava a prova, bateu no mesmo ponto, pela mesma causa no mesmo pneu.



 

A Pirelli 'voltou atrás'?

Inicialmente, a Pirelli havia especulado a possibilidade de detritos terem colidido com as borrachas e terem causado as batidas, mas o relatório divulgado nesta terça-feira diz algo diferente, como informado.



 

A nota oficial

“O resultado indicou que não havia defeito de produção ou de qualidade de qualquer um dos pneus - nenhum apresentou qualquer sinal de desgaste. As causas das duas falhas dos pneus traseiros esquerdos da Aston Martin e da Red Bull foram claramente identificadas. Em cada um dos casos, aconteceu por uma quebra da parede interna do pneu, que pode estar relacionada às condições de uso do pneu, apesar de os parâmetros prescritos para uso inicial (pressão mínima e temperatura máxima da manta térmica) terem sido seguidos.”, afirmou a fornecedora.



Comentarios


bottom of page