últimas notícias

✨ Noite mágica em Sacramento, novo tropeço dos Bucks e mais: tudo sobre a sexta-feira (05) de NBA



Cestou: Kings quebraram recorde de bolas de três em uma só partida na história da franquia — Foto: Divulgação / Sacramento Kings

Por Enrico Novais e Valentin Furlan – 6 de novembro

Coletivamente bem, Nets vencem e afundam os Pistons

Brooklyn Nets 96 x 90 Detroit Pistons

Na noite de ontem, o Brooklyn Nets (6-3) foi adicionado à longa lista de times que já ganharam do Detroit Pistons (1-8) nesta temporada. Com mais uma atuação individual incrível de Kevin Durant, que marcou 29 pontos, o time nova-iorquino contou com boas apresentações de seus coadjuvantes para compensar a falta de pontos de James Harden, com apenas 13, mas também com um triplo-duplo, depois de 10 rebotes e 10 assistências na conta. A equipe ainda não conseguiu jogar à altura do das expectativas que existiam antes da temporada, e a falta de Kyrie Irving, ainda não vacinado, parece ser sentida.

Detroit, por sua vez, sofreu com uma atuação apagada de Jerami Grant. A estrela do time ficou 0 de 9 dos arremessos de quadra, marcando todos cinco pontos da marca de lance livre. Cade Cunningham e Sadiq Bey também foram mal em questão de aproveitamento, combinando para apenas 9 de 40 em arremessos de quadra. Os Pistons ainda não se encontraram em quadra e a reconstrução não parece ir nada bem.


 

Sem sustos, Spurs batem o Magic em Orlando

Orlando Magic 89 x San Antonio Spurs 102

Neste encontro de duas equipes com campanhas negativas, o San Antonio Spurs (3-6) triunfou para cima do Orlando Magic (2-8), no Amway Center, comandado por Dejounte Murray e Keldon Johnson – Murray anotou 20 pontos, junto com 11 rebotes e 7 assistências, e Johnson, 20 pontos e 9 rebotes. Gregg Popovich parece ter colocado seu time nos trilhos depois de algumas temporadas difíceis: mesmo sem estrelas, o elenco joga bem junto e compartilha as atribuições em quadra muito bem, apesar do início irregular.

Já no time de Orlando, há um péssimo aproveitamento no geral e muitos turnovers – Jalen Suggs e Cole Anthony, os dois armadores do time, somaram dez perdas de posse e só converteram 12 de 29 field goals. Único destaque no time foi a atuação defensiva de Mo Bamba, com três tocos e uma roubada de bola. Mas nada espetacular.

 

Washington domina os Grizzlies e vence com propriedade

Washington Wizards 115 x 86 Memphis Grizzlies

Alerta! Houve um atropelo na Capital One Arena. Com sete jogadores marcando pelo menos 12 pontos e uma atuação coletiva impecável, o Washington Wizards (6-3) passou o trator por cima do Memphis Grizzlies (5-4). O excelente aproveitamento de chutes e as 34 assistências no total mostraram o quão bem a equipe foi na partida. Bradley Beal nem precisou se destacar tanto como geralmente faz e anotou 'apenas' 16 pontos, com quase 60% de aproveitamento. De brinde, ainda teve sete assistências. Washington é um time a se ficar de olho.

No lado de Memphis, a dependência da equipe em dois jogadores nunca esteve tão clara. Ja Morant e Jaren Jackson Jr. totalizaram 31 pontos, em 8 de 31 arremessos, e confirmaram atuações sonolentas. O time mostrou alguns lampejos de que pode ser promissor, mas não chegará muito longe se manter as apresentações ruins.

 

No jogo mais emocionante da noite, Cavaliers vencem os Raptors no fim

Cleveland Cavaliers 102 x 101 Toronto Raptors

Com uma virada na última posse, o Cleveland Cavaliers (6-4) correu atrás do prejuízo e conseguiu a vitória sobre o Toronto Raptors (6-4) em pleno Air Canada Centre. Dois lances livres de Darius Garland com 4,8 segundos para o fim selaram o jogo. Garland ainda se destacou anotando 21 pontos e 8 assistências na partida, junto com 18 pontos do novato Evan Mobley. A grande decepção, no entanto, foi Collin Sexton, atualmente a estrela do time visitante, que marcou nada mais que 9 pontos em 4/17 arremessos, somente 23% de aproveitamento.

Pelos Raptors, OG Anunoby e Gary Trent tentaram de tudo para garantir a vitória, mas OG errou o arremesso que lhes daria o triunfo na última bola. Juntos, somaram 40 pontos.


 

Knicks batem Bucks, que passam a ter campanha negativa

New York Knicks 113 x 98 Milwaukee Bucks

Mais uma virada: com um placar de 57 a 35 nos dois últimos quartos, o trio de R.J. Barrett, Julius Randle e Derrick Rose liderou O New York Knicks (6-3) para a vitória sobre os atuais campeões Bucks (4-5) no Fiserv Forum, em Milwaukee. O trio somou consideráveis 75 pontos no embate.

No lado da casa, Grayson Allen foi grata surpresa com 22 pontos, mas a ausência de Khris Middleton e a atuação apagada de Jrue Holiday não deram maiores chances ao time. Holiday anotou 10 pontos totais, com 33% de aproveitamento e cinco turnovers, muito abaixo do esperado.

Até agora, Boston não tem muita regularidade na temporada, e vem com uma campanha de 4-5. Miami, ao contrário, está muito bem, apesar do jogo fora dos padrões da equipe. Os atuais campeões ficam no 6-2.

 

Sob o comando de Paul George, Clippers vencem o Timberwolves sem maiores problemas

Los Angeles Clippers 104 x 84 Minnesota Timberwolves

Paul George e seu duplo-duplo lideraram o Los Angeles Clippers (4-4) para a vitória contra o Minnesota Timberwolves (3-5). Sem Kawhi Leonard, George teve quantidade considerável de lances livres que cobrou, 14, fez com que fosse o cestinha do time. Eric Bledsoe teve um jogo apagado, com apenas 2 de 13 em arremessos, um aproveitamento de 15%. Destaque positivo fica com Reggie Jackson, que teve 20 pontos e 4 assistências e taxa de conversão de 50% de aproveitamento.

Pelos Wolves, Karl-Anthony Towns marcou 20 pontos e fez o possível para tentar vencer, mas números ruins de Anthony Edwards e Malik Beasley – 13 de 40 em arremessos de quadra – enterraram as chances da equipe. Edwards, ao menos, se destacou no lado defensivo, com três tocos e duas roubadas de bola, mas a mira no lado ofensivo ainda precisa melhorar.

 

Sob o comando de Paul George, Clippers vencem o Timberwolves sem maiores problemas

Golden State Warriors 126 x 85 New Orleans Pelicans

No Chase Center, mais um atropelo na noite de ontem. Com mais uma atuação incrível de Jordan Poole, o Golden State Warriors (7-1) não tomou conhecimento dos New Orleans Pelicans (1-9). Poole marcou 26 pontos em 10 de 15 arremessos, junto com 19 pontos de Stephen Curry, 17 de Gary Payton II e 16 de Andrew Wiggins. Ainda sem Klay Thompson, o time de San Francisco vem mostrando porque deve ser temido.

Indo para a Louisiana, ainda sem Zion Williamson, lesionado, os Pelicans perdem mais uma, algo rotineiro até aqui. Dessa vez também sem Brandon Ingram, o time simplesmente não tinha um pontuador confiável em quadra. Os mais acionados foram Jonas Valanciunas e Devonte Graham, com 20 e 12 pontos, respectivamente, mas, além deles, apenas Josh Hart anotou ao menos 10 pontos. O time somou um aproveitamento de 35% dos arremessos e não conseguiu jogar. Talvez seja hora de (mais) uma reconstrução.


 

Lillard vai mal, mas Trail Blazer buscam vitória apertada sobre o Indiana Pacers

Portland Trail Blazers 110 x 106 Indiana Pacers

Com uma péssima atuação da estrela Damian Lillard, restou a CJ McCollum e Norman Powell se mostrarem à altura da tarefa para levarem o Portland Trail Blazers (4-5) ao triunfo sobre o Indiana Pacers no Moda Center. McCollum e Powell anotaram 27 e 25 pontos, respectivamente, mostrando que conseguem cobrir o vazio no placar deixado por Lillard. O All-Star acertou apenas 2 de 13 dos chutes de quadra e anotou apenas 4 pontos – o lado positivo foram as 11 assistências. Outros destaques ficaram com Afernee Simons e Robert Covington, que pontuaram bem e com bons aproveitamentos – juntos, totalizaram 35 pontos.

Do outro lado da quadra, Caris LeVert tentou muito pontuar, mas não passou de 6 arremessos certos em 21 tentativas. TJ McConnell foi o cestinha do time com 19 pontos, mas seus esforços, junto com Domantas Sabonis e Myles Turner, não foram suficientes. Mais uma derrota para Indiana.


 

Em performance absurda, Kings passam dos 140 pontos, quebram recorde e amassam os Hornets

Sacramento Kings 140 x 110 Charlotte Hornets

Fechando a noite, o Sacramento Kings (5-4) confirmou vitória incrível para cima do Charlotte Hornets (5-5). 140 pontos. 22 bolas de três, um novo recorde na história da franquia. Atuação dominante. Richaun Holmes, com 23 pontos e 20 rebotes, é o maior destaque, com domínio grande sobre o garrafão. Além dele, outros seis jogadores anotaram pelo menos 14 pontos, destacando De’Aaron Fox, com 21, Buddy Hield, com 26, e Davion Mitchell, com 19. Hield ainda teve oito bolas de três computadas em seu nome. Foi uma atuação de gala de Sacramento.

Pelos Hornets, LaMelo Ball e Gordon Hayward tentaram, mas a defesa e o aproveitamento dos outros jogadores foram muito mal. Ball anotou 24 pontos e 13 assistências, enquanto Hayward teve 25 pontos. Ainda, apenas um jogador teve ao menos 14 pontos, o que dificulta o caminho para a vitória.