últimas notícias

Martínez faz golaço, mas Alexis Sánchez é expulso, e Liverpool vai às quartas da Champions














Lautaro Martínez marcou o único gol da partida em Anfield — Foto: Reprodução / Twitter / Champions League

Por Hugo Araújo – 09 de março

Nesta terça-feira (8), a Inter de Milão venceu o Liverpool por 1 a 0 pela partida de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões, mas não conseguiu sua classificação para as quartas da competição. Os Reds confirmaram a vantagem no agregado, após vencerem na ida por 2 a 0. O gol do jogo foi anotado por Lautaro Martínez, mas o grande destaque ficou para a expulsão de Alexis Sánchez, recebendo o segundo cartão amarelo na etapa final.

Resumão

O jogo entre Liverpool e Inter de Milão começou muito quente. Ambas equipes marcavam alto, se pressionando e dividindo a posse, algo parecido com o primeiro jogo. Assim, houve boas oportunidades para cada lado, apesar de poucas chances claras. O gol do jogo veio em um lindo arremate de fora da grande área de Lautaro Martínez, já no segundo tempo. Contudo, todo o ímpeto italiano foi por água abaixo logo depois, com uma expulsão do chileno Alexis Sánchez, que recebeu o segundo amarelo. E com um a mais, os Reds passaram a dominar completamente as rédeas do jogo, perdendo algumas boas chances nos instantes finais, mas que não fizeram falta.

Expulsão complicou

O cartão vermelho de Alexis Sanchez mudou completamente o rumo do jogo. O chileno vinha de 'aviso prévio' desde o primeiro tempo, mas na segunda etapa, após uma entrada de sola no tornozelo de Thiago, deu a deixa para o árbitro Mateu Lahoz dar o segundo amarelo. E a expulsão veio logo quando todo o momento poderia ser passado para o lado visitante, que havia acabado de abrir o placar. De todo modo, os italianos saem do mata-mata com duas ótimas atuações em que o placar não demonstra o quão igualitário foi o desempenho das duas equipes.

Fim da invencibilidade

Apesar da classificação para as quartas de finais, os comandados de Jürgen Klopp perderam a invencibilidade jogando em Anfield lotado, que vinha desde 2018, com a derrota por 1 a 0. A última vez em que o Liverpool foi derrotado em um tempo normal de uma partida com público foi em 2018, para o Chelsea

1° tempo

A Inter precisava tirar uma desvantagem de 2 a 0 no agregado e se lançou ao ataque e dividiu as ações do jogo. Apesar disso, o Liverpool também não se escondia. Ambos os times pressionavam alto, com muitos duelos físicos e disputas de bola no meio-campo. Os Reds, com sua bola aérea, levavam bastante perigo ao gol Nerazzuri, com Matip, inclusive, colocando uma bola no travessão após uma cobrança de escanteio. Pela parte da Inter, o lance mais perigoso veio em uma falta cobrada por Çalhanoglu no setor direito do campo de ataque. O turco lançou bola na área que passou por todo mundo, indo diretamente no gol de Alisson, que fez uma bela defesa. Assim, a etapa inicial foi marcada por muito equilíbrio e terminou no 0 a 0.

Momento em que zagueiro dos Reds testa bola no travessão de Handanovic — Foto: Reprodução / Twitter / Champions League

2° tempo

A Inter começou retendo mais a posse da bola pela necessidade de reverter o placar, mas pouco incomodou a meta do brasileiro. O Liverpool, por volta dos nove minutos, cresceu no jogo e buscou bastante os contra-ataques, mas Skriniar, zagueiro da Inter que fez um ótimo jogo, ganhou todos duelos frente aos atacantes dos Reds. Pouco depois, no entanto, Salah acertava a trave de Handanovic, em contragolpe bem armado.

O nível do jogo subiu muito a partir dos 15, quando virou uma completa 'trocação' de ambas as equipes, mesmo com os ingleses em superioridade no placar agregado. Os italianos, que já vinham explorando muito bem as inversões de jogo e finalizando bem, viram Lautaro Martínez acertar um chute de longa distância certeiro para marcar o primeiro e único tento do jogo. Um golaço da entrada da área, tirando completamente do goleiro Alisson.

Aos 18 minutos, Alexis Sánchez, que desde o primeiro tempo já vinha de aviso prévio no âmbito de faltas, recebeu o seu segundo cartão amarelo e foi expulso, jogando um balde de água fria na Inter de Milão, que até então vinha esboçando uma reação no jogo. O Liverpool, então, optou por trabalhar a bola no ataque com menos verticalidade, para evitar os fortes contra-ataques adversários, que se comprometeram muito após a expulsão de Sánchez.

Os comandados de Klopp naturalmente já fazem muito bem a pressão em bloco alto e exploraram muito dessa arma para minar a saída de bola dos visitantes, que estiveram bastante sufocados na reta final, encurralados no próprio campo. Os Reds ainda tiveram chances claras: Salah e Mané dialogaram muito bem, e o egípcio cravou na trave pela segunda vez no jogo. O jogo, dessa forma, ficou muito difícil para a Inter, que quase tomou o empate aos 47, quando Vidal conseguiu tirar debaixo das traves.

E agora?

Após a classificação bastante difícil, o Liverpool agora espera o sorteio das quartas de final para definição do próximo adversário. Antes de voltar às atenções à Champions, contudo, a equipe vai a campo no próximo sábado (12), às 9h30 (de Brasília), para enfrentar o Brighton, pela 29° rodada da Premier League, onde ainda estão na luta pelo título.

Já pelo lado da Inter de Milão, os italianos estão na liderança da Serie A e ainda estão vivos na Coppa Itália. O próximo jogo da Nerazzuri é no domingo (13), às 16h45, contra o Torino, pela 29° rodada da Serie A.

Leia também

+ Tottenham massacra o Everton, que se complica na tabela

+ Sem espaço, Rashford reconsidera seu futuro no Manchester United

+ Mbappé sofre lesão no pé, mas deve enfrentar o Real Madrid, diz jornal