últimas notícias

Kepa salvador, Wolves afundam em crise e Chelsea e Southampton avançam: a quinta-feira de FA Cup 🏆


Abraham e James, participantes da jogada do gol, após o tento da vitória contra o Barnsley — Foto: Getty Images

Kepa salvador, Wolves afundam em crise e Chelsea e Southampton avançam: a quinta-feira de FA Cup 🏆


Por ZonaMista.net, Inglaterra

11/02/2021 - 18h58

 

Encerrando o meio de semana de Copa da Inglaterra, dois jogos condenam os corações do torcedor. Wolves já foi. Agora, Chelsea ou Barnsley também cai hoje.


Você não. Você estará informado.



Kepa faz milagres, Chelsea sofre, mas consegue vitória sobre o Barnsley e segue vivo

 
Blues celebrando gol da vitória pela Copa da Inglaterra — Foto: Getty Images

Fechando a fase oitavas de finais, tivemos o último embate entre Chelsea e o modesto Barnsley, diretamente do Estádio Oakwell, o lar dos mandantes, que não chegavam tão longe assim na competição desde o ano de 1997, que também foi o único ano do clube na Premier League, primeira divisão inglesa. Os Blues vinham de um bom retrospecto e ainda sem perder sobre o comando de Thomas Tuchel. Diferentemente, o Barnsley se encontrava a cinco jogos sem vencer e amargava no 13º lugar da segunda divisão, a Championship. Mesmo assim, os Blues sofreram mais do que o esperado, mas conseguiram provar seu favoritismo e eliminaram os donos da casa, vencendo por 1 a 0, que fizeram um jogo digno, mas sem a capacidade de parar o ataque dos adversários.



  • Dica: Está gostando do site? Que tal receber notificações toda vez que uma nova matéria for postada? Fique por dentro de tudo o que rola no esporte, clicando no sininho no canto inferior direito da sua tela! 🔔👉



Sob o frio de incríveis -3° C, o jogo começou com um surpreendente domínio do time da casa, que, com seus três atacantes, pressionaram muito a saída dos Blues, chegando a detalhes de abrir o placar e forçando três erros da defesa e cinco finalizações nos minutos iniciais. Um pouco desses erros também se deram pela escalação alternativa de Tuchel, que entrou pela primeira vez em campo com o volante Kanté, além do lateral Emerson e do zagueiro Christensen, que completaram a linha defensiva no 3-4-3 do técnico. Além disso, Kepa também ganhou uma chance como goleiro titular e teve que trabalhar, em especial após um chute à queima-roupa de Callum Brittain, seguindo desvio de cruzamento na área. Mas depois de toda a pressão inicial, o Barnsley naturalmente se cansou e os Chelsea começava a tomar as rédeas da partida. Porém, as apresentações irregulares de Hudson-Odoi, Ziyech e Pulisic frustravam o time com as chances desperdiçadas em velocidade. Assim, apesar de bastante movimentado, a primeira etapa terminou zerada.


Na segunda etapa, o time da casa veio com uma proposta mais defensiva, mantendo uma marcação diferente, desta vez sem passar do meio de campo e trabalhando menos com a bola no pé. O Chelsea, por outro lado, até conseguia envolver o adversário, mas não transformava a posse em chances reais de gol. Até praticamente a metade da etapa, quando Hudson-Odoi bateu cruzado e quase abriu o marcador e logo depois quando Rüdiger subiu livre para cabecear a bola levantada por Ziyech, os Blues não ofereciam perigo. Mesmo assim, o time continuou mostrando sua superioridade e não demorou muito para o inevitável acontecer: aos 20 minutos, depois de uma bela arrancada de Reece James, que deixou a zaga do Barnsley para trás, Abraham recebeu cruzamento e abriu o placar em uma jogada rápida, pegando a defesa de surpresa. Já aos 35 minutos, o Barnsley teve a chance do jogo durante bate-rebate de dentro da área, mas o chute que passou pelo goleiro Kepa foi salvo em cima da linha pelo próprio Abraham, selando assim a classificação às quartas de final do torneio.


O Chelsea agora segue para dois compromissos pela Premier League, contra Newcastle no Stamford Bridge e fora de casa contra o Southampton. Já o Barnsley encara o Brentford fora de casa. Em seguida, recebe o Blackburn Rovers. / Por Rafael Miera.




Southampton espanta a crise, vence os Wolves fora de casa e avança às quartas

 


O Southampton está nas quartas de final. O time venceu os Wolves de Nuno Espírito Santo por 2 a 0 em pleno Molineux e tenta retomar a confiança após derrota por 9 a 0 para o Manchester United.



  • Dica: Está gostando do site? Que tal receber notificações toda vez que uma nova matéria for postada? Fique por dentro de tudo o que rola no esporte, clicando no sininho no canto inferior direito da sua tela! 🔔👉



A etapa inicial foi de domínio dos visitantes. Os Saints martelaram a defesa dos Wolves, mas pecavam na hora da finalização. Mas eles ao menos estavam finalizando. Do outro lado, Nuno Espírito Santo gritava à beira de campo para que seus atacantes se movimentassem, coisa que faltou (e muito) ao time da casa. Mesmo assim, justiça seja feita, não foi dos melhores 45 minutos da sua vida. As equipes se estudaram bastante. Nada além do esperado entre dois times em abstinência de vitórias e potencialmente em crise.


Já no segundo tempo, a coisa mudou de figura por um detalhe: gol. E ele veio logo aos 4 minutos com Danny Ings, que recebeu bola de Bertrand, passou pelo goleiro e completou para as redes. Em um primeiro momento, o gol até havia sido invalidado pelo nosso bandeira, mas posteriormente a posição legal foi confirmada, assim como o tento. E mesmo atrás do placar, o Wolverhampton seguia com sérias dificuldades no último terço do campo. Nuno colocou o atual trio de ataque - William José, Adama Traoré e Pedro Neto - em campo pouco tempo depois de ficar atrás na contagem, mas pouco efeito as mudanças surtiram. Os Saints se portavam de modo a cada vez mais apostar no contragolpe à medida em que o fim da partida se aproximava. Naturalmente, chances foram criadas, sobretudo com Ings e Armstrong, mas também sem aumentar a vantagem. A pressão final dos caseiros até rendeu chances, mas nada capaz de furar o bloqueio de Ralph Hasenhüttl e toda a sua trupe. No fim, ainda deu tempo de Dendoncker cometer o crime, tocar mal demais para trás e Tella recupera. O jogador driblou o goleiro e ainda tocou para Armstrong fechar a conta.


Na próximo fim de semana, as equipes voltam a campo pela Premier League e curiosamente repetindo o confronto desta quinta: Saints x Wolves, às 09h do domingo (14). Bola rolará no St. Marys' Stadium. / Por Valentin Furlan.