últimas notícias

Holanda vira contra a Inglaterra e decide a Nations contra Portugal

Atualizado: 7 de jun. de 2019

Em jogo repleto de falhas, Holanda vira na prorrogação e vence a Inglaterra por 3x1

Promes comemorando o gol da virada, em Portugal — Foto: Nations League/Twitter

A Holanda começou um pouco mais ligada. Marcando alto, conseguiu roubar algumas bolas provenientes de passes errados da seleção inglesa, porém, acabou sendo pouco agressiva. Passados os primeiros minutos, o jogo se equilibrou por completo, mas sem jogadas muito verticais ou aceleradas. A Holanda tocava a bola no campo de ataque, mas sem muita finalidade. Na verdade, foi por meio do contra-ataque que a Inglaterra mais causou incômodo, mas nada muito perigoso ao gol de Cillessen, que, assim com Pickford, pouco trabalhou. O gol da seleção do Reino Unido saiu após bobeada do zagueiro De Ligt, que, após roubada de bola de Sterling dentro da grande área, derrubou o jogador do Man City. Na cobrança, Rashford abriu o placar, aos 31'.


Rashford, de pênalti, inaugurou o placar — Foto: Nations League/Twitter

De Ligt cabeceou, venceu Pickford e empatou pra Holanda — Foto: Nations League/Twitter

No segundo tempo, as coisas mudaram um pouco. As duas equipes entraram mais aceleradas mas era a Inglaterra que levava mais perigo. Apesar disso, quem marcou foi a Holanda, com De Ligt, de cabeça. O jogo permaneceu com velocidade e a Inglaterra chegou a balançar a rede pela segunda vez com Lingard, mas o jogador, por centímetros (!), estava impedido e, com a ajuda do VAR, o gol foi anulado. Com o 1x1, o jogo foi pra prorrogação.


Como no início do jogo, a equipe da Holanda foi mais ofensiva. Logo no comecinho, mais uma lambança, mas agora de John Stones: o zagueiro brincou em hora errada na defesa, perdeu a bola e Depay chutou no cantinho para a defesa de Pickford, que espalmou para o lado, de modo a dar chance para Promes, chegando antes de Walker, chutar a bola em cima do lateral inglês e acabar mandando pro fundo do gol. Após o gol, o emocional da seleção inglesa pesou e o time acabou sofrendo pressão da equipe holandesa até o final do primeiro tempo, mas Pickford conseguiu segurar as pontas.


No segundo tempo da prorrogação, nada que pudesse salvar a Inglaterra da eliminação foi visto. Na realidade, ainda dava tempo de mais uma lambança (!!!!!): Barkley, que tocou (muito) mal para Pickford, teve o passe interceptado por Promes que tabelou com Depay e, sozinho e com gol escancarado, fechou o caixão inglês.



A final da Nations League será no próximo domingo (8) e você acompanha todas as informações pré e pós-partida aqui na Goal.

2 comentários