top of page

VEJA TAMBÉM

🏁 GP de Singapura: Quem é o favorito? Qual a equipe mais pressionada?



Max Verstappen espera subir ao pódio novamente, como em Monza — Foto: Reprodução / Twitter / Fórmula 1

Por Ana Beatriz Zamai e Luciano Melo – 30 de setembro

Após um hiato de três semanas, em razão da exclusão do Grande Prêmio da Rússia, a Fórmula 1 está de volta neste fim de semana com o GP de Singapura, que desde 2019 não figurava no calendário.

Faltando seis provas, Max Verstappen já pode conquistar seu bicampeonato mundial. Para isso, precisa vencer pela sexta vez consecutiva e contar com uma combinação de resultados – precisa fzer 22, 13 e seis pontos a mais que Charles Leclerc, Sergio Pérez e George Russell ao mesmo tempo.

E o OneSports traz toda a atmosfera do Grande Prêmio de Singapura com a análise apurada do nosso time de especialistas. Apertem o cintos e vamos nessa!

1️⃣ Quais equipes podem travar melhor batalha?

Ana Beatriz Zamai: Além do óbvio, Ferrari e Red Bull, que estão desde o começo disputando com protagonismo de Max Verstappen e Charles Leclerc, acredito que Mercedes, McLaren e Alpine também possa entrar em uma briga pelo terceiro lugar. Mercedes entra com favoritismo na disputa, já que George Russell foi muito bem em todas as corridas, estando, pelo menos, entre os cinco primeiros de cada uma delas, e Lewis Hamilton, apesar de não ser o mesmo dos anos passados, também acompanha o ritmo de seu companheiro de equipe.

Luciano Melo: É realmente difícil fugir de Red Bull e Ferrari. Nesse confronto, pelas características do GP de Singapura, com velocidade lenta e frenagens pesadas, talvez a escudaria italiana esteja um pouco à frente em favoritismo, dando a Charles Leclerc a chance de tirar a sequência de vitórias de Verstappen e adiar o título do piloto da RB. Mas a equipe austríaca já provou nesta temporada que a adaptação às condições mais inóspitas das pistas é seu grande trunfo em 2022. Além disso, Verstappen vem correndo com a faca entre os dentes e seu fiel escudeiro Sergio Pérez está sempre disposto a ajudá-lo. Que comece a batalha!

Fernando Alonso dirige seu A522 durante o GP da Itália — Foto: Reprodução / F1.com

2️⃣ Qual a melhor estratégia a ser adotada em Singapura?

Ana Beatriz Zamai: Acredito que a melhor estratégia passe por ter o esforço maior na prova de classificação de sábado, já que o circuito é estreito demais para ultrapassagens. Então, não se surpreenda com Safety Cars.

Luciano Melo: Assim como em Mônaco, o GP de Singapura é praticamente decidido no sábado, durante o treino de classificação. O layout das ruas de Marina Bay, com muitas curvas em baixa e poucas retas longas, torna as ultrapassagens extremamente difíceis e as corridas tendem a ser mais lentas que o normal dos circuitos da F1. O fundamental é dosar o desgaste dos pneus para apenas um único pit stop. Por fim, em todos os GP's de Marina Bay tiveram entradas do safety car. Assim, as equipes também precisam se preparar para isso.

3️⃣ Qual equipe entra mais pressionada?

Ana Beatriz Zamai: Ferrari, sem dúvidas. Para provar que consegue reconquistar o campeonato que Charles Leclerc teve nas mãos no começo e para provar aos torcedores que a antiga equipe campeã de alguns anos atrás ainda está ali.

Luciano Melo: Ferrari. A partir deste fim de semana, vamos conferir os testes do novo assoalho que a equipe italiana modificou para Singapura. E para explorar todas as possibilidades que as ruas de Marina Bay oferecem, como carga aerodinâmica e alta tração, o modelo F1-75 deverá ter muitas possibilidades de cruzar a linha de chegada primeiro. Se, claro, um certo holandês permitir...

Charles Leclerc (à esq.) espera um fim de semana com vitória sobre Max Verstappen — Foto: Reprodução / F1.com

4️⃣ Qual piloto tem mais a provar?

Ana Beatriz Zamai: Além de Charles Leclerc, por ter a responsabilidade de impedir o segundo campeonato de Max Verstappen, os pilotos que mais tem a provar são os que ainda não tem cadeira garantida para 2023: Daniel Ricciardo, que teve seu lugar ocupado por Oscar Piastri, e Mick Schumacher, que ainda não foi confirmado para mais uma temporada na Haas.

Luciano Melo: Por incrível que pareça, Lewis Hamilton. O sete vezes campeão mundial ainda não venceu nesta temporada e restam apenas seis corridas no ano. O inglês é o único piloto da história da F1 a vencer um GP em todos os anos de carreira e já disse que 2022 é um dos mais difíceis de sua vitoriosa trajetória. E pensar que ano passado esteve envolvido até a última volta pelo título contra Max Verstappen...

Hamilton ainda não venceu na temporada 2022 da F1 — Foto: Reprodução / F1.com

📅 Horários das sessões

  • Treino livre 1 – sexta-feira (30), 6h50 (horário de Brasília). BandSports

  • Treino livre 2 – sexta-feira (30), 9h50 (horário de Brasília). BandSports

  • Treino livre 3 – sábado (1), 6h50 (horário de Brasília). BandSports

  • Classificação – sábado (1), 9h30 (horário de Brasília). Band, BandSports e Bandplay

  • Corrida – domingo (2), 8h30 (horário de Brasília). Band, BandSports e Bandplay



Comentarios


bottom of page