últimas notícias

📝 Curry faz 50 pontos, Lakers voltam a vencer e mais: as noites de segunda e terça-feira de NBA

Atualizado: 11 de nov. de 2021



Stephen Curry foi o cara da vitória dos Warriors sobre os Hawks — Foto: Divulgação / Golden State Warriors

Por Enrico Novais e Valentin Furlan – 10 de novembro

Segunda-feira (08)

🤕 Atormentado por lesões, 76ers são derrotados pelos Knicks na Filadélfia

Philadelphia 76ers 96 x 103 New York Knicks

O Philadelphia 76ers (7-4) não foi páreo para o New York Knicks (8-3) no Wells Fargo Center. Julius Randle foi o melhor jogador em quadra, com 31 pontos e 12 rebotes e RJ Barrett decepcionou de novo, marcando apenas 15 pontos com 30% de aproveitamento. Além dele, Kemba Walker tem feito atuações apagadas nas partidas: marcou apenas oito pontos com cinco assistências em 3 de 9 dos arremessos de quadra.

Philly não contou com a estrela Joel Embiid para a partida, e, em sua ausência, Andre Drummond dominou o garrafão. O pivô anotou incríveis 25 rebotes, mas muitas lesões no elenco seguem atrapalhando a equipe – para essa partida, os sixers contaram com apenas oito jogadores, cinco titulares e três reservas.


 

😎 Sem grandes problemas, Bulls superam Kevin Durant e vencem os Nets

Chicago Bulls 118 x 95 Brooklyn Nets

O Chicago Bulls (7-3) dominou o Brooklyn Nets (7-4) no United Center. DeMar DeRozan foi o destaque da partida – anotou 28 pontos em 10 de 20 dos arremessos de quadra. Além dele, Zach LaVine anotou 24 em 10 de 17 chutes. Ainda, a performance defensiva de Nikola Vucevic também merece destaque: três tocos e uma roubada de bola.

No lado dos Nets, Kevin Durant teve uma performance de gala e marcou 38 pontos com 54% de aproveitamento. James Harden deixou a desejar, marcando apenas 14. O maior problema para Brooklyn foi o aproveitamento péssimo dos coadjuvantes do time – a equipe terminou o jogo com menos de 40% dos arremessos convertidos.

 

🐻 No overtime, Grizzlies disparam e triunfam sobre os Timberwolves

Memphis Grizzlies 125 x 118 Minnesota Timberwolves

Ja Morant e o Memphis Grizzlies (6-4) travaram um belo duelo contra D’Angelo Russel e o Minnesota Timberwolves (3-6). Com direito a prorrogação, a partida realizada no FedEx Center foi disputada até o fim, mas os Grizzlies levaram a melhor. Morant anotou 33 pontos e ainda contou com boas atuações de seus companheiros De’Anthony Melton e Brandon Clarke, que somaram 39.

Por Minnesota, as excelentes performances de seu Big 3 não foram suficientes para evitar a derrota. Karl-Anthony Towns, Anthony Edwards e D’Angelo Russel confirmaram 30, 27 e 25 pontos, respectivamente. O resto da equipe, no entanto, foi mais ausente, e um aproveitamento ruim na prorrogação deu a vitória ao rival.


 

📉 A caminho do desastre: Pelicans vão mal de novo e são derrotados pela 10ª vez na temporada

Dallas Mavericks 108 x 92 New Orleans Pelicans

Ainda sem suas duas estrelas, o New Orleans Pelicans (1-10) sofreu sua décima derrota da temporada, dessa vez contra o Dallas Mavericks (7-3). Luka Doncic, mais uma vez, foi o melhor jogador em quadra, chutando 25 pontos. Kristaps Porzingis teve uma noite apagada, com apenas 12 pontos e 30% de aproveitamento dos arremessos.

Mas vamos falar dos Pelicans: ainda sem Zion Williamson e Brandon Ingram, segue perdendo na temporada. O time tem tido um desempenho ruim e o sobrepeso e a propensão a lesões de Zion são preocupantes. O futuro da franquia virou uma grande incógnita.


 

🤵‍ Com atuação de gala do atual MVP, Nuggets batem o Miami Heat em Denver

Denver Nuggets 113 x 96 Miami Heat

O Denver Nuggets (6-4) venceu o Miami Heat (7-3) sem dificuldades na Ball Arena. O atual MVP, Nikola Jokic, anotou um triplo-duplo, com 25 pontos, 70% de aproveitamento, 15 rebotes e 10 assistências. Além dele, Will Barton foi destaque, anotando os mesmos 25 pontos e com outra ótima média de acertos, de 64% dos arremessos de quadra, além de 7 de 9 das bolas de três pontos.

Já no lado de Miami, Jimmy Butler tentou, anotou 21 pontos e fez oito assistências, mas atuações inconsistentes de Kyle Lowry, Bam Adebayo e Tyler Herro não permitiram que o time da Flórida brigasse mais a fundo pela vitória. Lowry saiu da partida zerado, errando todos os oito arremessos que tentou, Adebayo ainda conseguiu um duplo-duplo, 10 pontos e 10 rebotes, mas teve apenas 30% de aproveitamento. Por fim, Herro anotou 11 pontos, em 3 de 12 dos arremessos de quadra. Decepcionante.

 

⛈️ Curry faz chover, marca 50 pontos e guia o Golden State Warriors em vitória sobre o Atlanta Hawks

Golden State Warriors 127 x 113 Atlanta Hawks

Ele voltou. Stephen Curry dominou completamente a vitória do Golden State Warriors (9-1) sobre o Atlanta Hawks (4-7) e não ofereceu chance alguma de recuperação adversária. O armador fez 50 pontos, com direito a 10 assistências e nove bolas de três pontos (veja os números no tweet abaixo). A performance dominante lembrou os anos de MVP do armador. Golden State segue on fire na temporada.

Atlanta, por sua vez, viu que Trae Young fez o que pôde – 28 tentos e oito assistências em 11 de 20 chutes –, que John Collins também se destacou, com 19 pontos e 85% de acerto nos arremessos de quadra e que, no geral, o time jogou bem, mas não conseguiu superar a performance genial de Curry. Olho nos Warriors!


 

🥵 Em embate difícil, Suns arrancam vitória sobre o Kings

Sacramento Kings 104 x 109 Phoenix Suns

Em uma partida equilibrada no Golden 1 Center, o Phoenix Suns (6-3) levou a melhor sobre o Sacramento Kings (5-6). Com boas atuações de maneira geral, o destaque do time do Arizona fica com Cameron Payne, que saiu do banco para marcar 24 pontos em 9 de 14 dos arremessos. Além de Payne, outros três jogadores anotaram mais de 16 pontos: Mikal Bridges, Devin Booker e Chris Paul.

Por Sacramento, Harrison Barnes parece finalmente ter se encontrado na temporada. Com média de 22 pontos por jogo, o ala anotou 26, com 78% de aproveitamento. Buddy Hield teve uma performance abaixo do que o usual e guardou apenas cinco bolas em 16 tentativas para 14 pontos.

 

🔥 Em jogão decidido na prorrogação, Lakers encerram sequência de derrotas

Los Angeles Lakers 126 x 123 Charlotte Hornets

Para fechar a noite de segunda-feira, o Los Angeles Lakers (6-5) voltou a vencer, agora contra o Charlotte Hornets (5-7). Mas foi só na prorrogação. Na ausência de LeBron James, lesionado, Anthony Davis e Carmelho Anthony se mostraram à altura da situação. Davis anotou 32 pontos com 12 rebotes, cinco tocos e três roubos de bola, acertando 52% dos chutes de quadra. Carmelo teve 29 pontos, guardando em nove das 13 tentativas, sendo sete delas para três pontos. Russell Westbrook ainda teve um triplo-duplo, com 17 pontos, 12 rebotes e 14 assistências.

No lado de Charlotte, o time contou com boas atuações em um quadro geral, e quatro jogadores marcaram mais de 19 pontos. Os destaques dos Hornets ficam com Terry Rozier e LaMelo Ball. Scary Terry marcou 29 pontos e LaMelo, um triplo-duplo, com 25 pontos 15 rebotes e 11 assistências. Infelizmente para o time de azul, as performances não foram suficientes.


 

Terça-feira (09)

😑 Philadelphia segue com problemas sem Embiid e é derrotado pelos atuais campeões

Philadelphia 76ers 109 x 118 Milwaukee Bucks

No grande jogo da noite, o Milwaukee Bucks (5-6) venceu o Philadeplhia 76ers (8-4) no Wells Fargo Center. Com mais uma grande atuação de Giannis Antetokounmpo, que teve um duplo-duplo – 31 pontos e 16 rebotes –, o time do Wisconsin passou por cima dos 76ers. Grayson Allen segue surpreendendo, com 25 pontos na partida em oito de 13 dos arremessos de quadra, suprindo a falta de Khris Middleton, fora com lesão. Por outro lado, Jrue Holiday tem decepcionado na temporada: no último jogo, o armador marcou apenas oito pontos, com quatro acertos em 14 tentativas

Pelos sixers, Joel Embiid deixa saudades. Sem a estrela, que está lesionado, Tyrese Maxey tentou levar o time, marcando 31 pontos com 50% de aproveitamento dos arremessos, mas não é tão simples a tarefa de jogar sem o pivô, principalmente na defesa dentro do garrafão, que é muito importante contra jogadores como Antetokounmpo.


 

👏 Jazz é dominante mais uma vez e bate o Hawks

Utah Jazz 110 x 98 Atlanta Hawks

Logo depois, tivemos o confronto entre Atlanta Hawks (4-8) e Utah Jazz (8-3), na EnergySolutions Arena. Utah contou com mais uma grande atuação de Donovan Mitchell, com 27 pontos, e triunfou. Além dele, mais quatro jogadores anotaram pelo menos 11 pontos. A qualidade do elenco de Utah é invejável: um time muito bem construído para não ter que depender somente de suas estrelas.

No lado vermelho da quadra, a dupla de armadores Trae Young e Kevin Huerter foi muito bem, com 28 e 27 tentos, respectivamente, mas John Collins decepcionou, marcando apenas sete pontos em três de 11 arremessos de quadra somados a quatro rebotes. Atlanta vive uma temporada de altos e baixos, bem irregular até o momento. O brilhantismo de Trae pode levar o time aos playoffs, mas um jogador sozinho não deve fazer muito mais do que isso.

 

🔝 Paul George mantém boa forma e lidera os Clippers à vitória contra os Blazers

Los Angeles Clippers 117 x 109 Portland Trail Blazers

Los Angeles Clippers (6-4) enfrentou o Portland Trail Blazers (5-6), no Staples Center, para fechar a terça, e venceu. Os Clippers encaixam a quinta vitória seguida na temporada, mesmo sem Kawhi Leonard, que passou por cirurgia no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo e tem retorno previsto apenas para abril. Paul George tomou as rédeas da equipe sem o companheiro e seguiu com a boa fase anotando dessa vez 24 pontos, nove rebotes e sete assistências. Os desempenhos de Nicolas Batum e Reggie Jackson também foram cruciais para o time a chegar até a vitória, anotaram 22 e 23 pontos cada.

Pelo time do Oregon, Damian Lillard, astro da equipe, tentou, mas não foi suficiente para vencer. Com 27 pontos, o jogador foi muito mal dos arremessos de longa distância, onde geralmente se destaca, anotando apenas quatro acertos em 13 tentativas nas bolas do perímetro. Norman Powell parece ter tomado o posto de CJ McCollum como o principal coadjuvante do time e jogador marcou 23 pontos com mais de 60% de aproveitamento. Portland parece se encaminhar a mais uma temporada de playoffs, a questão é o quão longe pode chegar.