últimas notícias

Com recordes de Kane e Lucas, Tottenham deslancha no segundo tempo e bate o West Ham, em dérbi

  • Harry Kane e Soucek (contra) marcaram os gols da vitória

  • Acompanhe os principais pontos e resumo da partida


Elenco do Tottenham celebrando o gol que abriu o placar — Foto: Neil Hall / Pool


Resumão


Foi um jogo complicado para o time comandado por Mourinho. Em um primeiro tempo de algumas dificuldades, o gol anulado de Son já dava pinta do que viria por aí na etapa complementar: um Tottenham mais ofensivo. E assim foi. O time encontrou as redes em cruzamento, após Soucek desviar para o gol e marcar contra. Ainda, já na reta final, Harry Kane comemorou seu 200° jogo pelo Campeonato Inglês com gol, ao tirar de Fabianskim cara a cara.


Soucek mandando para as suas próprias redes — Foto: Neil Hall / Pool / AFP


100 jogos de Lucas...


O brasileiro Lucas entrou em campo pelos Spurs pela centésima vez desde que chegou à Londres, em janeiro de 2018. Até agora, são 23 gols marcados e 9 passes dados para gols pelo Tottenham.


Lucas efetuando drible para cima de Rice — Foto: Tottenham Hotspur FC


...e 200 de Harry Kane!


Além de Lucas, Harry Kane também atingiu grande marca e completou 200 partidas pela Premier League. Por enquanto, são 127 gols marcados (123 pelo Tottenham e 3 pelo Norwich, quando foi emprestado durante a temporada 2012/13) no nacional.


Harry Kane comemorando gol, contra o West Ham — Foto: Neil Hall / Pool


Primeiro tempo


Algo comum nas equipes comandadas por José Mourinho, o Tottenham se retraiu e tentou dar a bola ao West Ham. O fato de os Hammers não serem uma equipe que proponha necessariamente o jogo foi um dos fatores que tornaram a partida um pouco truncada. Até por isso, os Spurs se viram obrigados a trabalhar algumas jogadas, já que os visitantes, na zona da degola, vale lembrar, também recuavam por vezes, esperando as chances aparecerem por contra-golpes. Lucas levou perigo em bomba de fora da área, quando viu Fabianksi espalmar para escanteio, e em batida praticamente da marca da cal, em que acabou mandando para fora. Já nos últimos instantes, Son balançou as redes, mas seu pezinho à frente da última linha do zagueiro fez com que o assistente de vídeo invalidasse o tento. Dos momentos regulares, a maior chance saiu de cruzamento da linha de fundo de Son: o goleiro dos Hammers espalmou a bola para dentro do campo e em direção ao gol. Em cima da linha (veja imagem abaixo), Balbuena, ex-Corinthians, tirou.


Balbuena evitando gol de Son, na etapa inicial — Foto: Tottenham Hotspur FC


Segundo tempo


Conforme o esperado, Mourinho colocou o time mais para frente para os últimos 45 minutos e conseguiu criar boas chances ainda no início da etapa, principalmente com Kane, que mandou para fora em contra-ataque na cara do gol. Apesar da grande luta dos atacantes, quem realmente abriu o placar foi o West Ham... Contra! Soucek acabou mandando de letra para a própria meta, após cruzamento proveniente de escanteio passar por uma multidão dentro da grande área. Após ser ultrapassado no placar, David Moyes, que nunca venceu José Mourinho, se viu na obrigação em dar as cartas para, no mínimo, almejar uma reação. O time reagiu muito bem às mudanças, sobretudo com Felipe Anderson que conseguiu dar um gás extra aos Hammers, pela ponta esquerda. O time quase empatou em chute que explodiu na trave de Lloris, mas tomou o gol que fechou o caixão, com Harry Kane, que saiu em arrancada e tirou de Fabianski.


Ben Davies e elenco do Tottenham, ao fundo, comemorando um dos gols da vitória — Foto: Kirsty Wigglesworth / Pool