últimas notícias

Chelsea responde a sanções impostas a Roman Abramovich pelo Reino Unido
















Por Redação – 10 de março

Na manhã desta quinta-feira (10), o Chelsea se posicionou publicamente frente às sanções impostas ao seu atual dono, o russo Roman Abramovich, pelo Reino Unido. A movimentação é consequente das tensões vividas no leste europeu, causadas pelo conflito entre Rússia e Ucrânia.

"O Chelsea Football Club foi informado que seu dono, Roman Abramovich, foi sancionado pelo Governo do Reino Unido", iniciou o clube. "Por ser dono de 100% do clube e outras entidades, o Chelsea FC naturalmente seria alvo das mesmas sanções que fossem regidas ao Sr. Abramovich. No entanto, o Governo do Reino Unido emitiu uma licença que permite que o Chelsea FC continue a operar em certas atividades".

"Nós iremos cumprir os jogos das nossas equipes masculinas e femininas de hoje (quinta-feira, dia 10 de março), contra Norwich e West Ham, respectivamente. E continuaremos discutindo com o Governo do Reino Unido sobre o propósito da licença. Isso incluirá a permissão para que esta seja alterada e que o clube possa operar o mais normalmente possível".

"Também buscaremos orientação sobre o impacto dessas medidas na Fundação Chelsea e em seus importantes trabalhos em nossas comunidades", encerrou.

Como explicado, foi concedida uma licença especial pelo governo do Reino Unido para que as operações da equipe continuassem de maneira regular. Porém, não será possível concluir transferências de jogadores enquanto essas medidas estiverem em ativa, por serem transações financeiras.

A venda de ingressos para jogos, de mesmo modo, está suspensa. Os únicos torcedores que poderão visitar o estádio em dias de jogos são os sócios que já possuem ingressos.

Leia também

+ Benzema quebra vários recordes após anotar hat-trick em cima do PSG

+ Sem espaço, Rashford reconsidera seu futuro no Manchester United

+ Neymar e Donnarumma tiveram que ser separados após eliminação para o Real Madrid, diz jornal