últimas notícias

Arsenal bate o Southampton em lance bizarro, volta a vencer e segue sonhando com a Liga Europa

  • Nketiah, após falha de McCarthy, e Willock marcaram

  • Entenda como foi o jogo e veja os destaques


Jogadores comemorando o gol do jogo — Foto: Robin Jones / Getty Images

Resumão


Na tarde desta quinta-feira (25), tivemos o encontro entre Southampton e Arsenal, no St. Marys' Stadium. Os Saints do treinador austríaco Ralph Hasenhüttl lutavam para se distanciar ainda mais da zona de rebaixamento e se manter na elite inglesa. O Arsenal reencontrou a vitória em jogo bem acirrado. Os Gunners só mataram a partida nos minutos finais, com Willock, após abrirem o placar em falha do goleiro McCarthy. Com isso, o clube londrino sobe para a 9ª posição e segue sonhando com a vaga à Europa League.


Willock marcando, ao fim da partida — Foto: Andrew Matthews/ Pool / AFP


100 vezes Aubameyang!


O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang completou sua centésima partida com a camiseta do clube londrino. Auba é uma das esperanças dos Gunners para saírem da má fase, mas acabou passando em branco contra os Saints.



A bruxa está solta


Todos sabemos que quando a fase é ruim, tudo de mal acontece. Com o Arsenal não vem sendo diferente, afinal, além de não estar correspondendo em campo desde antes da parada devido ao coronavírus e oscilar muito no campeonato, o treinador Arteta a cada rodada que passa coleciona mais lesionados. Hoje o treinador não conta com cinco atletas lesionados, dentre eles os titulares absolutos Leno e Torreira, além de Pablo Marí, Chambers e o brasileiro Gabriel Martinelli.



Özil no banco... de novo!


O meio campista Mesut Özil, jogador com maior salário do Arsenal, viu mais uma vez o jogo começar do banco de reservas. Mikel Arteta parece não estar satisfeito com o desempenho do atleta nas sessões de treinamento pós-coronavírus:

desde que o treinador espanhol assumiu o clube, na 19ª rodada, o jogador alemão só ficou de fora das últimas três partidas, coincidentemente duas derrotas que instalaram uma crise no clube.


Recorrente depois da parada por conta da pandemia do coronavírus, Özil novamente não foi titular — Foto: Robin Jones / Getty Images


Primeiro tempo


O Arsenal começou tímido, com suas linhas postadas mais atrás, esperando o adversário jogar. Mesmo assim, quem mais fez na etapa foram os Gunners, que inclusive tiveram a primeira grande oportunidade com Nketiah, que marcou, mas impedido. Minutos depois, o mesmo Nketiah seria presenteado pelo goleiro McCarthy que tentou sair jogando e, ao ser pressionado pelo atacante, entregou a bola nos pés do jovem atacante inglês, que abriu o placar da partida.


Bellerin e Redmond (na ordem) disputando a posse da bola — Foto: Catherine Ivill / Getty Images


Segundo tempo


Os visitantes voltaram melhor, velozes no contra-ataque e tendo a posse da bola por mais vezes. Do outro lado, buscando ao menos o empate, os Saints saíram mais para o jogo e equilibraram a partida, chegando a ter chances claras de gols, mas sempre parando no goleiro argentino Martínez, que substituiu Leno, lesionado. Próximo de conseguir um empate, o clube de St. Mary’s viu Stephens cometer falta em Aubameyang e ser expulso. Na cobrança, Lacazette finalizou na barreira, pegou rebote e chutou firme para o goleiro adversário espalmar para Willock, que só empurrou para o fundo das redes, fechando o placar.


Willock e Saka celebrando tento que matou o jogo — Foto: Catherine Ivill / Getty Images