últimas notícias

3️⃣ pontos que resumem a goleada do Brasil sobre a Coréia do Sul



Equipe brasileira celebra gol durante vitória por 5 a 1 sobre a Coréia do Sul — Foto: Divulgação / CBF

Por João Vitor Segura – 02 de junho

Na última quinta-feira (02), o Brasil visitou a Coréia do Sul e venceu os asiáticos por 5 a 1, em amistoso antes da Copa do Mundo no Catar. Os gols brasileiros foram marcados por Richarlison, Neymar (duas vezes), Coutinho e Gabriel Jesus. Hwang Ui Jo, atacante do Bordeaux, descontou para os coreanos.

Mesmo que a superioridade brasileira fosse uma certeza, é verdade que, ao começo do jogo, com o futebol apresentado pela Seleção Canarinho, tal goleada não era esperada. Porém, também é um fato que ao longo do jogo diversas coisas mudaram.

Então, vamos aos três pontos que explicam a vitória brasileira sobre a Coréia do .

🤩 No topo do mundo?

Atualmente no topo do ranking de seleções da FIFA, o Brasil surge como um dos favoritos para conquistar a Copa do Mundo deste ano, ao lado de seleções como França e Inglaterra.

Por isso, sendo uma das seleções mais fortes do planeta, a equipe é favorita em quase todos os confrontos que disputar nesse período, visto o futebol apresentado, os resultados obtidos (80% de aproveitamento no comando do técnico Tite) e os jogadores que compõem a seleção.

A superioridade brasileira é um dos pontos que explicam não só a vitória, mas a goleada no jogo contra a Coréia do Sul.

💥 De renegado a crucial

Com importante participação ofensiva pelo lado esquerdo, Alex Sandro foi muito importante na vitória. Responsável pela assistência no gol de Richarlison, Alex também foi quem sofreu os dois pênaltis convertidos por Neymar no jogo.

Com muita ofensividade, o lateral da Juventus deixou a sua posição e atuou como ponta-esquerda nesses lances, sendo responsável diretamente por três dos cinco gols brasileiros nesta manhã.

🎹 Carregando o piano

Malvisto por alguns pelas suas atuações na seleção, Fred vem de temporadas muito consistentes pelo Manchester United. Sendo responsável por 'carregar o piano' no clube inglês, o meio-campista era criticado por não conseguir desempenhar o mesmo futebol com a camisa amarela.

Porém, no jogo contra os coreanos, o volante revelado pelo Internacional conseguiu repetir as atuações da Terra da Rainha. Foi ele o diretamente responsável pela transição defesa-ataque e, consequentemente, pela vitória brasileira, tendo participado diretamente do primeiro gol, creditado a Richarlison.