últimas notícias

3️⃣ destaques da vitória mágica do Manchester City para conquistar mais uma Premier League



Liderados por Fernandinho, elenco do City ergue sua quarta Premier League em cinco anos — Foto: Divulgação / Manchester City

Por Flavio Monteiro – 22 de maio

E a última rodada da Premier League não podia terminar de maneira diferente: com emoção até o final.

Neste domingo (22), tanto Manchester City quanto Liverpool poderiam levantar o troféu do Campeonato Inglês – somente um ponto separava os citizens dos Reds na tabela. E, mesmo precisando somente de uma vitória simples para confirmar o título, os comandados de Pep Guardiola se viram em uma situação complicada, tomando 2 a 0 no placar faltando quinze minutos para o fim.

Mas a equipe encontrou forças e conseguiu virar o jogo em apenas cinco minutos para conquistar mais um caneco. Portanto, aqui separamos os principais pontos do confronto.

🧭 Liderança de Kevin De Bruyne

O recém-eleito melhor jogador da Premier League fez uma partida para justificar o prêmio. Enquanto o time inteiro oscilava durante o primeiro tempo e por boa parte da etapa complementar, De Bruyne era um 'oásis' de tranquilidade – com o perdão pelo trocadilho –, em comparação à afobação de seus companheiros.

Quando Ilkay Gündogan e Raheem Sterling entraram em campo, isso ficou ainda mais visível. O gás trazido pelos substitutos maximizou o bom desempenho de Kevin, que brilhou ao dar a assistência para o segundo gol de Gündogan, o do título

Aliás, falando no banco de reservas...

💥 Substituições explosivas

Porém, até essas mudanças, o time do City se encontrava totalmente perdido em campo. A pressão parecia fazer mal aos jogadores, que não conseguiam aproveitar o grande volume de jogo que geravam. Isso mudou com as entradas dos substitutos.

Aos 31 minutos da etapa final, Sterling vai para o fundo e cruza e Gündogan, de cabeça, manda para o fundo das redes. Esse primeiro gol foi um balsamo para os mandantes no Etihad. O time de Pep Guardiola pareceu se reencontrar a partir dali, e o que se viu foi uma fome pela vitória que serviu de combustível para que o time buscasse o 3 a 2 em apenas cinco minutos.

Gündogan foi o herói da conquista do City, com dois gols — Foto: Reprodução / Twitter / Premier League

👑 Mentalidade de um campeão

Muito criticado por não ter a mentalidade para se portar em momentos decisivos, vide a eliminação recente na Liga dos Campeões para o Real Madrid na prorrogação, o City parecia vir dando provas disso durante boa parte da partida de hoje. Porém, a impressionante capacidade de reação mostrada depois de marcar o primeiro gol tem que ser levada em consideração.

São quatro títulos de Premier League nas últimas cinco temporadas para o elenco – de vencedores, sem dúvidas. Ainda que o fracasso europeu recente tenha abalado parte da fé do time, um único gol foi o suficiente para que os citizens percebessem que eram plenamente capazes de dominar e virar aquela partida.

E foi o que fizeram.