últimas notícias

O adeus: tudo sobre a saída de Tom Brady dos Patriots

Quarterback defendeu as cores de New England por 20 anos anunciou sua saída pelas redes sociais nesta terça (17)


Brady anunciou em seu Instagram oficial que não fará mais parte do elenco dos Patriots, depois de duas décadas — Foto: The New York Times


Por mais difícil que seja de acreditar, Tom Brady anunciou nessa manhã que o seu futuro na NFL não será em New England.


Depois de 20 anos com o Patriots, o quarterback free agent (livre para assinar com qualquer franquia, incluindo o próprio time de New England) anunciou que iria ao mercado. Vale lembrar que, por contrato, a franchise tag, meio que o faria permanecer por mais uma temporada, não poderia ser usada. Alguns times apareceram como favoritos para contar com Brady: os Titans (renovaram contrato com o seu titular, Ryan Tannehill), Chargers (ainda devem buscar seu titular para a temporada no Draft — evento de seleção de jovens sem clube para iniciarem suas carreiras na NFL), Raiders (assinaram contrato com Marcus Mariota) e o mais provável destino, Tampa Bay Buccaneers.


O time da Flórida conta com excelentes armas no ataque como Godwin, Howard e Evans e com uma defesa com potencial para ser consistente durante a temporada. Além disso, dinheiro de sobra dentro do salary cap (teto salarial) para trazer o próprio Brady junto a bons nomes para melhorar o jogo corrido. Le’Veon Bell poderia ser um alvo, depois da temporada abaixo da expectativa nos Jets.


No domingo (15), especialistas americanos davam conta de que Brady contava com duas opções, Tampa ou Patriots, e que o mais provável seria sua permanência em New England.


Já no dia seguinte, estaria oficialmente aberto o período da Free Agency na NFL, sendo assim os times poderiam começar as conversas e trocas com os jogadores que interessavam. Mesmo com o período sendo iniciado, as notícias que chegavam eram de que Brady e Patriots não estavam nem perto de um acordo e nem sequer estavam conversando sobre uma renovação, dando indícios de uma saída.


Ainda na segunda-feira, o Tampa Bay Buccaneers deixou mais do que clara a sua intenção de contar com Brady em seu elenco para a próxima temporada e um dos principais jornalistas e especialistas americanos, Ian Rapoport, trazia a informação de que a decisão final estaria na mão de Brady.


Em meio a diversos movimentos, Brady viu os Patriots se manterem imóveis em trazer armas para o ataque e assinando renovações com os jogadores de defesa.


Na terça (17), então, temos a notícia da decisão: Brady diz adeus aos torcedores, companheiros e técnicos. Seu futuro ainda não está decidido, apesar das notícias do decorrer do dia darem conta de que ele irá assinar com os Bucs amanhã.


Com essa decisão, o que podemos esperar da AFC East? O time dos Patriots teve uma temporada abaixo das expectativas no lado ofensivo do campo e contará com um novo QB no comando.


A temporada de 2020 ainda nem começou e já esperamos que seja uma das mais interessantes dos últimos tempos. Quem vocês acham que vai se dar melhor: Brady jogando por outra franquia, ou os Patriots de Bill Belichick sem o ídolo?


Brady (à esq.) conversando com Bill Belichick, durante partida pelos Patriots — Foto: Aol.