últimas notícias

Na prorrogação, Porto perde para a Juventus com um a menos, mas despacha italianos da Champions 🤯


Sérgio Oliveira celebra gol, durante partida contra a Juve — Foto: Getty Images

Na prorrogação, Porto perde para a Juventus com um a menos, mas despacha italianos da Champions 🤯


Por Rafael Miera e Zona Mista, em Turim (ITÁ)

09/03/2021 19h41

 

Nesta terça-feira, o Allianz Stadium foi palco de mais um jogo decisivo pela fase eliminatória da Champions League. Desta vez, tivemos o jogo de volta das oitavas de finais entre Juventus e Porto, após a vitória do time português no primeiro duelo, pelo placar de 2 a 1. O placar se repetiu, mas agora em favor da Juventus, com dois gols de Federico Chiesa e o jogo só foi decidido após a prorrogação, quando Oliveira e Rabiot marcaram, fechando em 3 a 2, dando a classificação para o Porto, em jogo fantástico.



1° tempo

 

Nos cinco minutos iniciais, a Juventus tentou dominar a partida, sufocando a saída de bola do Porto e tendo uma chance clara de gol com Morata, que subiu livre de cabeça e finalizou para grande defesa de Marchesín. Porém, após isso, foi o time visitante quem obteve o controle da partida, ditando totalmente as ações do jogo. Sendo assim, não demorou muito para o Porto encontrar o caminho do gol: Demiral se chocou com Uribe dentro da área e o arbitro assinalou a marca do pênalti. Sérgio Oliveira bateu no canto direito e abriu o placar para os Dragões. O meio campista é o jogador com mais gols do elenco nesta edição, com quatro tentos. Já a Juve, sofreu com a falta de criatividade de seu meio-campo, que não conseguia fazer a bola chegar em Cristiano Ronaldo. Nas poucas vezes em que o português levou perigo, parou no goleiro, que fez ótima atuação, junto com a defesa do Porto, que foi muito segura nos 45 minutos iniciais.


Sérgio Oliveira batendo penal que levou o Porto à frente no marcador — Foto: Getty Images


2° tempo

 

O Porto voltou irreconhecível, mudando a forma de jogar que dava certo antes, adotando uma postura defensiva e parando de agredir o adversário. E o resultado não poderia ser pior para a equipe portuguesa, que viu a vantagem desmoronar em apenas 20 minutos, com dois gols de Chiesa, o herói da Juventus nesta tarde. O primeiro veio após uma infiltração de Cristiano Ronaldo, que ajeitou para o ponta-direita completar de primeira no ângulo direito do goleiro. Já o segundo, se originou de um ótimo cruzamento de Cuadrado, que não vinha fazendo uma boa partida, que levantou na cabeça do atacante para cabecear outra bola indefensável para Marchesín e chegar ao segundo gol no jogo. E a Juve continuou pressionando, porém, sem sucesso. E o jogo foi para a prorrogação, após o placar agregado de 3 a 3 nos primeiros 180 minutos.



Prorrogação

 

Mesmo com um a menos, o Porto conseguiu não só igualar o volume de jogo, mas igualar as coisas no placar: Oliveira, novamente, bateu falta por baixo da barreira, que pulou, aos 11 minutos. Contudo, logo em seguida, Rabiot empatou de cabeça, dando vida nova à Juve. Apesar disso, o muro português foi capaz de absorver o ímpeto dos donos da casa, com destaque para a grande atuação de Pepe e do goleiro Marchesín. 3 a 2 para Juve, mas vaga carimbada para o Porto.



E agora?

 

A Juventus volta a buscar a liderança do Campeonato Italiano, no domingo (14), fora de casa, contra o Cagliari. Já o Porto, também tenta se redimir no nacional e enfrenta o Paços Ferreira no Domingo.t