últimas notícias

Lewa derrotado, Espanha empatando e mais: a segunda-feira de Eurocopa


Tchecos celebram gol de Skriniar em vitória sobre a Polônia — Foto: Getty Images

Após um fim de semana com jogos cheios de gols, a Euro embala e entra na primeira semana de partidas oficiais. Com direito às estreias de Espanha e Escócia, veja tudo o que rolou na segunda-feira (14), o quarto dia de campeonato.


 

Espanha 0 x 0 Suécia

Marcos Llorente tenta escapar da defesa sueca — Foto: Getty Images

A Espanha estreou com um empate. E sem marcar gols. Em casa, no estádio Estádio Olímpico de La Cartuja, em Sevilla, espanhóis e suecos se enfrentaram no jogo que encerrou a primeira rodada do Grupo E.

O primeiro tempo foi de domínio da seleão caseira, que criu duas boas oportunidades: um chute veloz de Morata uma cabeçada de Olmo. Neste último, o goleiro Olsen realizou uma defesa no reflexo e impediu a abertura do placar em solo espanhol. A Suécia, sem Ibrahimovic, machucado, não teve muito ímpeto e apresentou uma característica mais passiva, aguardando as movimentações dos adversários. Resultado disso, aliado à apresentação confiante do goleiro, foi um 0 a 0 nã muito movimentado na etapa primeira.

No segundo tempo, o jogo pouco muda de figura, mas foi vez da Suécia perder o que seria a chance mais clara do jogo. O jogador da Real Sociedad, Isak, recebeu dentro da área e escapou de marcaão TRIPLA da zaga espanhola e cruzou rasteiro para Berg, que, debaixo das traves e sem goleiro, deu uma canelada na bola e mandou pelinha de fundo. Como era de se esperar, a Espanha veio com pressão nos minutos finais e criou chance com Gerard Moreno, que bateu rente à trave de Olsen, e quase celebrou o gol da vitória quando Sarabia dominou mal e, de joelho, quase marcou. A Espanha não contava com noite inspirada da defesa sueca e Olmo. Foi o primeiro 0 a 0 da Euro, até aqui.

Com o resultado, a Eslováquia, que venceu a Polônia mais cedo (veja mais informações abaixo) assume o primeiro lugar da chave. Espanha e Suécia vêm empatadas na 2ª colocação e a Polônia fecha, na lanterna. Os espanhóis voltam a campo no sábado (19), quando enfrentam a Polônia de Lewandowski. A Suécia enfrenta a Eslováquia na sexta-feira, um dia antes.


 

Polônia 1 x 2 Eslováquia

Gols: Polônia - Linetty 46' | Eslováquia - Szczesny (GC) 18'; Skriniar 69'


Eslovacos, após segundo gol da vitória sobre a Polônia — Foto: Getty Images

No Estádio de São Petesburgo, na Rússia, Polônia e Eslováquia fizeram a estreia do grupo E da competição. Os eslovacos foram superiores e venceram por 2 a 1.

O retrato da primeira etapa se resumiu em uma Polônia com muita posse de bola centralizada, com dificuldades em criar oportunidades reais, e lenta na transição defensiva, o que, para um time que buscava sair em contra-ataques, como era o caso da Eslováquia, era ouro. Esta, por sua vez, capitaneada por Hamsik, teve as melhores oportunidades e acabou os 45 minutos iniciais melhor e com uma vitória parcial justa, após início com amplo domínio polonês da posse de bola. Eles centralizavam muito seus ataques, o que dificultava com que esse domínio fosse convertido em chances de gol. Bem posta defensivamente com duas linhas compactas de quatro jogadores, a Eslováquia se defendia muito bem e impossibilitava a troca de passes mais agudos dos adversários. E em uma das primeiras vezes em que os eslovacos saíram pra jogo, o ponta esquerdo Róbert Mak fez bela jogada individual, passando por dois marcadores, e finalizou rasteiro para abrir o placar. A súmula considerou gol contra do goleiro Szczesny: a bola bateu na trave e ricocheteou em suas costas, morrendo no fundo das redes.

Logo no início da segunda etapa, os poloneses empataram a partida. Com mais atitude e usando o corredor da lateral esquerda, conseguiram boa jogada em tabela seguida por um bom cruzamento. Assim, o meia Linetty só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes, deixando tudo igual. E, até os 17 minutos da segunda etapa, a Polônia assumia o protagonismo da partida. Mudou a ideia tática e a postura, atacava pelos lados, conseguindo agredir e ocupar o plano ofensivo, no entanto, com uma falta desnecessária, o camisa 10 Krychowiak recebeu seu segundo cartão amarelo e foi expulso da partida, o que fez a seleção de seu país quase que instantaneamente recuar um suas linhas, compactando-as. Dessa forma, a Polônia, que tinha o domínio do jogo nas mãos, abdicava da agressividade e passou a se defender. E, em jogada de escanteio, na primeira oportunidade mais clara dos eslovacos no segundo tempo, o zagueiro Milan Škriniar colocou sua seleção novamente a frente do placar e fechou o placar. Os poloneses bem que investiram em uma pressão no fim, mas nada feito. Derrota por 2 a 1.

Com o resultado, a Eslováquia assume a liderança parcial do grupo E, isso porque temos ainda hoje Espanha x Suécia para definir a largada e as posições do grupo. Os eslovacos enfrentam a Suécia no dia 18, novamente em São Petesburgo, enquanto a Polônia de Lewandowski tenta uma recuperação diante da Espanha, no dia seguinte. / Felipe Wolp Lunardelli


 

Escócia 0 x 2 República Tcheca

Gols: República Tcheca - Schick 42', 52'


Momento em que Schick marcava gol do meio do campo contra a Escócia — Foto: Getty Images

Em partida válida pelo grupo D, a República Tcheca bateu a Escócia no Hampden Park, em Glasgow, por 2 a 0 e assumiu a liderança do grupo D. Os dois gols tchecos foram marcados por Patrick Schick - um deles, antológico.

A Escócia começa tomando a iniciativa, especialmente pelo lado esquerdo, com o apoio do Robertson, mas a primeira chance quem criou foi a República Tcheca. Aos 15, após a roubada na saída de bola escocesa, Schick recebeu cruzamento rasteiro na área e exigiu boa defesa do goleiro Marshall. E apesar de ter mais a bola, a Escócia apresentava muitas dificuldades de furar a defesa tcheca e muitas vezes forçava a bola longa buscando o atacante Dykes. Enquanto isso, os tchecos procuravam sair em velocidade pelos lados ao roubar a bola para servir o centroavante Schick. Aos 31, no entanto, a Escócia teve sua primeira grande chance. Christie recebeu pela direita e viu Robertson livre do outro lado. O lateral esquerdo recebeu na entrada da área e bateu para Vaclík mandar a escanteio. Mas, apesar de a Escócia estar melhor na partida, a República Tcheca foi quem abriu o placar. Aos 41, após uma cobrança de escanteio, Coufal ultrapassou pela direita, recebeu de Darida e cruzou na cabeça de Schick, que desviou no canto direito de Marshall, abrindo o placar em Glasgow.

A etapa final começou com tudo. Com menos de um minuto de jogo, Schick recebeu na área e exigiu ótima defesa de Marshall. No rebote, Darida arrisca de fora e obriga o goleiro escocês a trabalhar de novo. Logo depois, foi a vez da Escócia chegar com perigo. Aos 2 minutos, Robertson cruza, Vaclík tira e, no rebote, Hendry recebe de McTominay e acerta o travessão. E outro lance, Robertson lança, Coufal desvia em direção ao próprio gol e Vaclík consegue salvar os tchecos mais uma vez. E quando se imaginava que o jogo não poderia ficar melhor, veio o grande lance da partida. Aos 7, Hendry tem chute travado e a bola sobra para Schick no meio-campo e, de lá mesmo, faz um gol antológico, encobrindo o adiantado Marshall. 2 a 0 para a República Tcheca. A partir daí, a Escócia passa a pressionar buscando diminuir o prejuízo. Aos 16, um levantamento pra área e Adams toca de cabeça para Dykes se esticar e desviar, mas o goleiro tcheco faz mais uma defesa. E Dykes tentou de novo, aos 20, quando finalizou e Vaclík salvou com o pé. A Escócia ainda chegava com perigo, mas sem sucesso para diminuir a vantagem e evitar a derrota em casa na estreia.

As equipes voltam a campo na sexta-feira (18). A lanterna Escócia encara a Inglaterra, em clássico do Reino Unido. Já a República Tcheca, líder do grupo D, encara a Croácia. / Gabriel Lins


 

Amanhã

  • Hungria x Portugal - 13h

  • França x Alemanha - 16h

Todos os jogos terão cobertura do ZonaMista.net.

(Horários de Brasília).