últimas notícias

Klopp ignora goleada sobre o Barcelona e diz que falta de torcedores pode prejudicar o Liverpool


Klopp reclama com quarto árbitro, após Real Madrid marcar gol, durante partida de ida das quartas da Champions — Foto: David S. Bustamante / Soccrates / Getty Images

Em entrevista coletiva antes de decisão contra o Real Madri, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, Jürgen Klopp disse que as recuperações do Liverpool na história recente da competição pouco alteram a situação para o jogo de volta, em Anfeld, contra o time espanhol.

Os Reds perderam por 3 a 1 a partida de ida e precisam vencer por pelo menos três gols de diferença, caso queiram - e querem - avançar às semifinais. Com a regra do gol fora, time só avança de fase com um placar menos extenso caso consiga uma vitória por 2 a 0 - qualquer outra vitória por dois gols de diferença, que não o 3 a 1, que levaria a decisão à prorrogação, dá a vaga ao Real Madrid.

A frase do treinador se dá em um momento de esperança para a torcida do Liverpool: que o time consiga reverter o placar adverso no agregado assim como fez contra o Barcelona, em 2018/19, quando reverteu o revés por 3 a 0 e avançou à finalíssima. Contudo, há uma grande diferença: a torcida não estará presente, em função da pandemia do novo coronavírus. E isso pode ser determinante, para Klopp.

"Quando você está perdendo por 3 a 1, parece que já está fora [da competição]", disse o treinador. "Isso significa que você não tem muito a perder. Vamos tentar. Você não consegue uma virada porque virou um jogo no passado [4-3 sobre o Barcelona, em 2019]. Você só tem chances se jogar um bom futebol no presente."

"A melhor situação seria não se colocar em uma situação que exija uma virada. Não podemos pensar que a virada está garantida, especialmente sem torcedores no estádio. Temos que criar nossa própria atmosfera para esta partida e é isso que vamos fazer", avaliou o alemão.

O treinador também comentou que não entrará jogando em um 'tudo ou nada', já que o gol fora pode fazer a diferença e exigir que os Reds vençam, conforme já explicado, por três tentos de diferença.

"Não podemos evitar nos defender neste jogo ou então seremos, com certeza, punidos", avisou. "Eu não tenho ideia se alguém neste mundo consegue anular o Real Madrid a ponto de não terem chances."

"Eles nos venceram alguns dias atrás e bateram o Barcelona, então estão obviamente em um bom momento. Temos que negar isso, defender em nosso melhor nível e criar chances também."

"Precisamos estar 100% no nosso melhor e absoluto nível para termos uma chance. Isso é possível, então vamos tentar", encerrou.