últimas notícias

França empata; Alemanha goleia Portugal; Espanha sob pressão: o sábado de Eurocopa

Atualizado: 20 de jun. de 2021


Kimmich, Gosens e Kroos celebram um dos quatro gols da Alemanha em Munique — Foto: Getty Images

O fim de semana começa com jogadores do melhor nível em campo. Abrimos o dia com franceses, passamos pelo clássico mundial entre Portugal e Alemanha e encerramos as atividades com a Espanha em campo, necessitando da vitória para se reabilitar na competição. Vamos aos jogos!

O ZonaMista.net cobre TODAS as partidas da Euro 2020. Sempre que o apito final soar, não se esqueça de retornar ao site para acompanhar toda a análise pós-jogo. Após o fim das ações, fique à vontade para ver o resumão do dia neste mesmo link.


 

Espanha 1 x 1 Polônia

Gols: Espanha - Morata 25' | Polônia - Lewandowski 54'

Lewandowski celebra seu primeiro gol na Euro 2020 — Foto: Getty Images

Espanha e Polônia se enfrentaram em Sevilha e ficaram no 1 a 1. A partida marcou uma complicação para os espanhóis, que somam apenas dois pontos em duas rodadas e vão para a rodada final necessitando de vitória para avançar direto às oitavas.

Como de costume, a seleção espanhola começa com bem mais posse de bola, tentando acelerar a troca de passes, mas tinha dificuldades em aproximar seus jogadores. Esbarrava na forte marcação polonesa e não conseguia levar perigo ao gol do Szceszny. A Polônia, por outro lado, nos raros momentos em que tinha a bola, procurava a bola longa para explorar o pivô de Lewandowski. Mesmo com um jogo tecnicamente ruim, Espanha abriu o placar. Aos 29 minutos, Gerard Moreno recebe na ponta direita, leva para canhota e acha uma bela bola enfiada para Morata, que sai da marcação dos zagueiros e bate de primeira para o gol. Contudo, o panorama do jogo não mudou muito após o gol. A Espanha continuou controlando a partida a partir da posse de bola, mas tinha imensa dificuldade de explorá-la da melhor maneira. Enquanto isso, a Polônia era extremamente carente de ideias e se comportava de forma muito passiva na hora de marcar, especialmente para quem estava precisando virar a partida pra sonhar com uma classificação às oitavas. Foi só no fim da etapa que a Polônia veio a incomodar. Aos 42, Alba erra na saída de bola, e Swiderski chuta na trave espanhola. No rebote, Lewandowski dominou e chutou para Unai Simón defender e salvar a Espanha.

A 2ª etapa começou mais movimentada que a primeira. Logo com oito minutos, a Polônia empatou a partida. Jozwiak cruzou, e Lewandowski ganha de Laporte e cabeceia no canto direito de Simón. Logo depois, o VAR viu um pisão em Gerard Moreno dentro da área e chamou o árbitro, que assinalou pênalti. O próprio camisa 9 foi pra bola e acertou a trave. No rebote, Morata, com o gol aberto, perdeu a chance de colocar os espanhóis novamente na frente. Mas, mesmo com o gol sofrido e o pênalti perdido, a Espanha não se abalou e tentava ir em busca de estar na frente no placar. Aos 19, chegou novamente com perigo. Morata recebeu pela direita dentro da área, bateu cruzado e obrigou Szczeszny a fazer uma ótima defesa. Assim, a dona da casa continuava esbarrando nas próprias limitações e na defesa polonesa, que conseguia controlar os avanços pelas laterais, onde ficava concentrado o jogo. Os espanhóis buscavam o ataque do jeito que dava, mas o tempo ia passando e nada da bola entrar. Sem forças pra conseguir mudar o placar, as equipes ficaram no empate em 1 a 1.

As equipes voltam a campo na quarta-feira (23), às 13h. A Espanha joga contra a Eslováquia, mais uma vez em Sevilha, enquanto a Polônia enfrenta a Suécia em São Petersburgo, na Rússia. / Gabriel Lins

Classificação do grupo E da Euro 2020 — Foto: Zona Mista



 

Portugal 2 x 4 Alemanha

Gols: Portugal - Ronaldo 15'; Jota 21' | Alemanha - Dias (GC) 35'; Guerreiro (GC) 39'; Havertz 51'; Gosens 60'

Alemães comemoram ao passar à frente no placar em Munique — Foto: Getty Images

A Alemanha está mais viva do que nunca no 'grupo da morte'. Após perder no jogo de estreia, a seleção bateu, de virada, Cristiano Ronaldo e toda a sua trupe por 4 a 2. Foi um jogão de bola, que consagrou todas as expectativas.

Em um primeiro tempo de domínio alemão, quem celebrou primeiro foi Portugal. Em jogada iniciada por Cristiano Ronaldo, Diogo Jota partiu em velocidade até ficar na cara do gol. Simplesmente rolou para a direita, onde estava o Cristiano para abrir o placar. Mesmo com o gol, vale destacar que era a Alemanha quem mais agredia, sendo premiada apenas aos 35 minutos, quando Kimmich levanta e Gosens pega de primeira. A bola não vai pro gol, mas encontra o pé de Rúben Dias, que acaba mandando para o próprio gol. E não parou por aí. Três minutos depois, a virada em outro gol contra: após ser travado em primeira tentativa, Müller manda para Havertz dentro da área. Rui Patrício defende, mas Kimmich fica com a sobra e arrisca, acertando Raphael Guerreiro, que manda para o gol. Três gols de jogadores portugueses, mas nem todos no lado certo. 2 a 1 e vitória parcial para a seleção que mais foi petulante na primeira etapa.

E, se o primeiro tempo já foi sensacional, o segundo também não chegou nem perto do que estamos acostumados a ver. A Alemanha aumentou a vantagem para 4 a 1 em 14 minutos. Primeiro, troca de passes na entrada da área termina com Müller achando Gosens na esquerda, que bate seco, aos 5, e encontra Havertz, que faz o terceiro. Nove minutos depois, outra boa jogada tramada pela direita que termina em cruzamento. Mais uma vez, Gosens, sempre ele, manda para o fundo do gol. Apesar disso, o que aparentava passar a ser uma vitória por goleada extremamente tranquila, acabou mudando de figura quando Diogo Jota diminuiu. Cristiano Ronaldo acreditou, evitou saída da bola na linha de fundo e cruzou para o segundo poste, onde estava Jota para completar. Mesmo assim, não passou de um susto para a Alemanha. A vantagem era menor, claro, mas a qualidade com a bola no pé era tanta que a pressão exercida por Portugal na saída de bola não era o bastante para forçar o erro alemão. Assim, a Alemanha se sagrou vencedora e consagrou os primeiros pontos na Euro 2020 em grande estilo.

Vale sempre lembrar, na última rodada as seleções de mesmo grupo se enfrentam em mesmo dia e horário. Assim, Alemanha x Hungria e Portugal x França, partidas que encerram a 3ª e última rodada da fase de grupos, serão ambos disputados na quarta-feira (23), às 16h. / Valentin Furlan

Classificação do grupo F da Euro 2020 — Foto: Zona Mista


 

Hungria 1 x 1 França

Gols: Hungria - Fiola 45+2' | França - Griezmann 66'

Griezmann celebra gol de empate; reação francesa, no entanto, não foi o bastante para a vitória — Foto: Getty Images

A França não saiu do 1 a 1 com a Hungria, na abertura dos trabalhos do sábado de Euro. A seleção saiu atrás do placar e conseguiu empatar, com Griezmann, mas não pôde transformar a pressão final em gols.

Os minutos iniciais da partida foram truncados e de bastante marcação. Não por acaso, com menos de 15 minutos de jogo, já tínhamos seis faltas, número alto para o nível europeu. A Hungria, com seu jogo físico imponente, marcava de perto os franceses, mas o único problema é que a marcação acontecia muito próximo de sua área, assim, cada vez mais a França ia empurrando os húngaros para trás, o que os levava a criar jogadas em todo o talento presente em seus jogadores. Uma das alternativas encontradas para atacar o gol húngaro era a troca no posicionamento de Benzema, Mbappé e Griezmann, que por duas vezes gerou oportunidades de gol. Atacantes se movimentavam entre a zaga para criar espaços. Assim, de maneira geral, a primeira etapa foi de amplo domínio francês, que mostrou ser uma seleção com alternativas e que não joga apenas no contra-ataque. Apesar do placar ter se mantido do jeito que começou, a seleção comandada por Didier Deschamps mostrou capacidade e qualidade mantendo a bola nos pés. Contudo, já nos acréscimos, em rara oportunidade húngara, Fiola contra-atacou, após erro de Varane, e não desperdiçou, abrindo o placar e dando uma vitória parcial a sua seleção.

Após o reinicio da partida, o que se viu foi uma França que dava mais espaços por estar atrás do placar, mas que não conseguia criar jogadas efetivas. O jogo era mais aberto, as duas seleções jogavam, acabando com a singularidade francesa do primeiro tempo. E foi exatamente depois de seu treinador tirar um volante e colocar mais um atacante que a França chegou ao empate. Mbappé, em jogada individual, leva a bola à linha de fundo e cruza para dentro da área. Griezmann, vindo de trás, pegou a sobra do corte do zagueiro Orban e só teve o trabalho de empurrar para dentro da rede. O retrato do jogo foi bem definido, não foi um jogo de primor técnico, mas de muita entrega, principalmente por parte dos húngaros, que percorreram mais de 90km durante a partida. A partida foi boa - a França não jogou mal, mas lhe faltou mais ímpeto e capricho para furar a marcação da Hungria, que se doou em campo. O empate acabou sendo o resultado mais justo.

Húngaros celebram a abertura do placar na Puskás Aréna — Foto: Getty Images

Ambas as equipes voltam a campo na próxima quarta (23), às 16h. Pela última rodada da fase de grupos, a Hungria enfrenta a Alemanha e a França joga contra Portugal, precisando vencer para avançar em primeiro (veja a classificação do Grupo F em Portugal 2 x 4 Portugal). / Felipe Wolp Lunardelli


 

Amanhã

  • Itália x País de Gales, às 13h - Grupo A

  • Suíça x Turquia, às 13h - Grupo A

Todos os jogos terão cobertura do ZonaMista.net.

(Horários de Brasília).