últimas notícias

Fla faz 3, vence o Athletico e leva a Supercopa do Brasil

Bruno Henrique, Gabriel Barbosa e Arrascaeta marcaram; acompanhe as estatísticas e análise completa


Elenco flamenguista celebrando gol — Foto: globoesporte.com


"Abrindo" a temporada do futebol brasileiro, o campeão do Brasileirão (Flamengo) e o campeão da Copa do Brasil (Athletico) entraram em combate na manhã deste domingo (16), em Brasília, no Estádio Mané Garrincha.


O Fla acabou vencendo por 3 a 0, com gols de Bruno Henrique, Gabriel e Arrascaeta, e se consagrou supercampeão brasileiro.



1° tempo


O Flamengo começou melhor. Tentando jogar entre as linhas de meio do Athletico, conseguiu dominar a etapa. Apesar de nenhuma chance clara nos primeiros 15 minutos, abriu o placar com Bruno Henrique, de cabeça, em cruzamento de Gabigol. Do outro lado, havia um Athletico aparentemente assustado com o início agressivo do Fla, que avançava a marcação. Assim, não foi surpresa alguma o fato de o segundo gol sair. O que foi inacreditável foi como saiu: Márcio tentou ajeitar de peito, após levantamento na área de Filipe Luís, para o goleiro Santos, que acabou não entendendo o movimento do lateral do Furacão e deu bote atrasado. Gabriel se antecipou e interceptou. Com o gol livre, ampliou. O Athletico teve duas chances muito boas já nos últimos minutos, com Marquinhos Gabriel e Éric — este último acabou não alcançando cruzamento rasteiro —, mas terminou a etapa zerado.



2° tempo


Do outro lado, Marquinhos Gabriel, mais como centroavante, não conseguiu participar da etapa inicial, apesar de fazer boa jogada nos últimos instantes. Rony e Nikão também tiveram 1° tempo apagado. A situação do meio também não era boa, foi apenas através de lançamentos provenientes do setor de defesa que as jogadas de efeito surgiram. rascaeta ampliar. Mesmo assim, o Athletico seguia atacando e até acertou o travessão com Guilherme, depois de tentar de letra e a bola rebater na zaga, mas não balançou as redes. Assim, foi só o Fla administrar a vantagem e se segrar o campeão.




Na prancheta


A movimentação dos homens de ataque do Fla foi decisiva: ora com Bruno Henrique e Gabriel dividindo a área, ora com Gabriel centralizado e Éverton Ribeiro pela direita e ora com Gabriel se movimentando pelos lados. Na realidade, foi desta última forma que o primeiro gol saiu, em cruzamento provindo da lateral com Gabriel. Na etapa complementar, Jorge Jesus adiantou Arrascaeta, que passou a atuar mais perto da grande área.


Do outro lado, Marquinhos Gabriel, mais como centroavante, não conseguiu participar da etapa inicial, apesar de fazer boa jogada nos últimos instantes. Rony e Nikão também tiveram 1° tempo apagado. A situação do meio também não era boa, foi apenas através de lançamentos provenientes do setor de defesa que as jogadas de efeito surgiram. Na etapa complementar o time até deu a impressão de que melhoraria, mas seguiu recuado e com pouquíssima ação ofensiva, o que acabou resultando na derrota.



Estatísticas