últimas notícias

Drew Brees sobre protestos durante hino: "Nunca concordarei com desrespeito à bandeira americana"

  • Citação veio após grandes protestos de jogadores em redes sociais

  • LeBron James: Não tem absolutamente nada a ver com desrespeito à bandeira dos Estados Unidos


Drew Brees durante hino nacional americano — Foto:Getty Images / Wesley Hitt

Depois das várias manifestações contra o racismo de jogadores voltarem à tona após a recente morte de George Floyd, em Minneapolis, o quarterback do New Orleans Saints, Drew Brees se disse à favor do movimento, mas contra a ação de muitos elencos e jogadores ajoelharem durante o hino nacional dos EUA.


Em entrevista, Brees disse que "jamais concordaria com desrespeito à bandeira americana".


"Eu amo e respeito meus colegas de time e sou a favor do direito em brigarem por igualdade racial e justiça. Eu também fico do lado de meus avôs que arriscaram suas vidas pelo país e incontáveis outros homens e mulheres que fazem isso todos os dias", disse.

Os comentários do jogador não foram muito bem recebidos pela comunidade e rebatidos com rigidez por alguns jogadores, como LeBron James, que se "surpreendeu" com as citações, e os irmãos McCourty, jogadores dos Patriots. Estes últimos classificaram o comentário como "uma desgraça".


"Ah, homem. Isso ainda é surpresa a esta altura? Claro que não. Você literalmente ainda não entende por que Kap se ajoelhou em um só joelho? Não tem absolutamente nada a ver com desrespeito à bandeira dos Estados Unidos e aos nossos soltados, homens e mulheres, que mantêm a nossa terra livre. Meu padrasto foi um desses homens que lutaram pelo bem desse país. Eu perguntei a ele sobre isso e agradeci por todo o seu comprometimento. Ele nunca achou o protesto pacífico de Kap ofensivo porque ele e eu sabemos que o que é certo é certo e o que é errado é errado. Deus abençoe vocês", disse LeBron.

"Isso é uma desgraça! Fala de seus avôs como se não tivessem homens negros lutando aos seus lados. Aqueles homens retornaram a um país que os odiavam, disseram os irmãos em conta compartilhada no Twitter. "Lute como os seus avôs lutaram pelo que é certo!", completaram.