últimas notícias

Deshaun Watson é alvo de investigações da NFL após seis ações judiciais por violência sexual


Quarterback durante partida pelo Houston Texans em 2020 — Foto: Troy Taormina / USA TODAY Sports

Deshaun Watson é alvo de investigações da NFL após seis ações judiciais por violência sexual


Publicado em 18/03/2021, às 22h09

Por Zona Mista — Houston (EUA)

 

A NFL está investigando múltiplas alegações de violência sexual contra o atual quarterback do Houston Texans, Deshaun Watson, conforme divulgado pela liga.


"A questão está sob investigação do pessoal das políticas de conduta", via nota oficial. Conforme Aaron Wilson, do periódico Houston Chronicle, Lisa Friel, que faz parte do conselho designado às investigações, está liderando o caso. No âmbito civil, já houve a criação de ações judiciais contra o atleta.


"Hoje, a NFL nos informou que irá conduzir uma investigação após alegações feitas no âmbito civil contra Deshaun Watson", disse, em declaração oficial, o Houston Texans, equipe pela qual o jogador atua. "Nós seguiremos acompanhando, junto à liga, de perto as investigações, enquanto forem conduzidas. Nós continuamos levando esta questão e todas as outras envolvendo qualquer um dentro da organização do Houston Texans seriamente. Não anteciparemos declarações adicioanais até que a investigação da NFL seja concluída."


O advogado Tony Buzbee comunicou em sua conta oficial do Instagram que arquivou a terceira das seis alegações judiciais e a chamou de "a mais flagrante, até aqui".


A repórter da ESPN americana, Sarah Barshop, divulgou que este boletim de ocorrência citado por Buzbee alegaria que Watson teria forçado uma massoterapeuta a fazer sexo oral com ele.


De acordo com a ação, o quarterback contatou a vítima por meio do Instagram. A mulher disse que Watson "ficou mais agressivo, dizendo-lhe forçadamente para mover a mão até a região púbica dele" durante a massagem e a deixou se sentindo "intimidada e ameaçada".


A terapeuta disse que "não consentiu" quando Watson, após ameaçar sua carreira, a forçou a praticar o sexo oral.


"O comportamento de Watson faz parte de um padrão perturbante de predar mulheres vulneráveis", dizia o B.O..


As alegações são encontradas na ação judicial inicial obtida pelo portal TMZ Sports. De acordo com esse processo, Watson procurou uma massagista no Instagram e a deixou "chocada e aflita" quando ele expôs seu pênis ereto e "tocou propositalmente a mão" de Jane Doe, quem realiza a acusação.


Na última terça-feira (16), Watson se pronunciou através de sua conta no Twitter negando todas acusações e deixando claro que jamais tratou "nenhuma mulher com outra coisa senão o maior respeito."


As ações se dão em uma época conturbada na vida profissional de Deshaun, que ainda não definiu seu futuro. O quarterback pediu para ser trocado dos Texans em janeiro, mas segue na franquia até agora.