últimas notícias

Cowboys atropelam os Giants no último quarto e retomam a ponta da NFC Leste

Ezekiel Eliott correu para 139 jardas; Saquon Barkley não passou das 28


Amari Cooper anotando touchdown na vitória sobre os Giants, em Nova Iórque — Foto: AP Photo/Adam Hunger

Mal chegamos na Semana 10 e, como já de costume, algumas franquias já deram tchau para a pós-temporada. É o caso dos Giants. Do outro lado, Dallas segue vivo na luta pela divisão: o time passou Filadélfia na tabela, após bater os Giants por 37 a 18, no Monday Night Football, fora de casa.


Foi uma partida com início muito controverso, com Nova Iorque abrindo uma vantagem de 12 a 3, no 2° quarto, mas logo as coisas voltaram ao normal e Dallas subiu à quinta marcha no segundo tempo e voou pra cima do time da casa.



Resumão


Na primeira jogada da partida: interceptação. "Foi o calouro", você deve estar pensando. Não. Não foi Daniel Jones. Logo no first down, Prescott tentou a conexão com Michael Gallup, mas no meio do caminho havia um Antoine Bethea, havia um Antoine Bethea no meio do caminho e o safety conseguiu cortar a linha de passe durante a blitz e explodiu o MetLife Stadium ao ser derrubado logo na linha de 8 jardas de ataque. New York, no entanto, só conseguiu anotar o field goal na campanha e acabou abrindo a contagem com menos intensidade do que a torcida esperava. Na campanha seguinte, o kicker Brett Maher empatou o jogo. Um destaque no 1° quarto é uma tentativa de chute no "Y" de 54 jardas não convertida pelo mesmo Maher. Consequentemente, na sequência, com boa localização para iniciar o que seria o último drive do quarto, os Giants conseguiram anotar o primeiro TD da partida, fazendo assim 9 a 3.


O 2° quarto começa dando a impressão de que era de fato uma noite do time de Nova Iorque: no shotgun em third down, Dak Prescott acerta passe para Randall Cobb já em área de field goal, mas o recebedor soltou a carne ao ser "tackleado" e New York conseguiu o turnover e, posteriormente, mais três pontos. Apesar disso, mesmo quando todos pensavam que o momento emocional virava em favor do time da casa, os Cowboys iniciaram a recuperação já na campanha seguinte: o QB de Dallas, ignorando a pressão, acertou um passe 18 jardas para o tight-end Blake Jarwin correr mais 34 jardas e parar apenas na endzone adversária. Foi uma big play de 42 jardas. Já depois do two-minute warning, Daniel Jones tentou longa conexão com Slayotn, mas (agora sim!) o calouro acabou sendo interceptado e causando outro takeaway na partida. Com 25 segundos e três timeouts ainda disponíveis, a equipe do Texas conseguiu o field goal e finalmente tomar a frente no placar.


Na segunda etapa, ambas as defesas começaram muito bem, forçando o three-and-out logo nas primeiras duas campanhas, mas os Giats acabaram espalhando a farofa ao sofrerem outro turnover, após Daniel Jones ir para o scramble e soltar a bola no meio do campo, ao receber o contato da defesa. Dallas aproveitou a boa posição inicial e anotou mais três pontos. O mesmo fez a equipe da casa, na campanha seguinte, com destaque para uma corrida de quase 20 jardas do QB novato de New York. Antes que se encerrasse o quarto, ainda deu tempo para Dak encontrar Michael Gallup e para este fazer uma bela jogada, com direito à "pular" defensores e anotar mais seis pontos mais o extra point.

Michael Gallup anotando TD fantástico, contra Nova Iorque — Foto: USA Today Sports

Os Giants anotaram um ainda último field goal, é verdade, mas nada que pudesse acabar com a moral da franquia visitante que conseguiu mais um TD, com menção honrosa à mais uma big play de mais de 40 jardas, agora com recepção do wide receiver Amari Cooper. Ainda daria tempo de mais um fumble de Daniel Jones, agora retornado para mais um touchdown de Dallas, em tentativa de passe e toque do defensor Dorance Armstrong na mão do quarterback.



Destaques


Confira os destaques da partida:

Destaques e estatísticas individuais da partida que encerrou a Week 9 — Foto: Zona Mista


Análise


As estatísticas dizem muito bem o que acabou decidindo: o jogo terrestre. Apesar de boas e longas conexões, as batalhas nas trincheiras sobretudo ao Ezekiel Elliot correr com a bola, foram um ponto muito positivo para os Cowboys. Saquon barkley sofreu tanto, que o maior corredor do time no jogo foi o quarterback.


A linha defensiva de Dallas também foi muito bem, forçando o pass rush, "sackando" Jones em momentos pontuais e parando o ataque terrestre. A ofensive line também merece destaque: Prescott teve muito tempo dentro do pocket e saiu de campo sem sofrer um sack.


Do lado dos Giants, a linha ofensiva foi engolida pela defesa adversária e cedeu um total de 4 sacks, além, claro, das inúmeras vezes em que o calouro Jones teve que literalmente se livrar da bola e perder descidas. Além disso tudo, muitos turnovers, né? Pelo amor de Deus, é complicado quando o quarterback solta a batata duas vezes no mesmo jogo, sem contar a interceptação.

Daniel Jones dando instruções pré-snap, durante a partida — Foto: USA Today Sports

Em suma, Dallas tem tudo para conquistar a divisão, caso não cometa os mesmo erros bobos, como na derrota para os Jets (detalhe: o time PERDEU para Miami nesta semana, mesmo após as aquisições e troca de treinador, na off-season). É o favorito para o título da divisão, mas não deve folgar na primeira semana dos playoffs. Os Giants, por outro lado, não tem muito mais o que fazer na temporada, tendo em vista a divisão na qual se encontram, apesar de se tratar de uma das com mais derrotas somadas entre seus integrantes.



Fala, Saquon Barkley!


Running back, chateado com o resultado, em entrevista pós-jogo:


"É futebol, é a NFL. Que semana é esta? Nem disso eu sei. Estou voltando de uma lesão no tornozelo. Não vou ficar dando desculpas... As coisas não estão indo ao nosso favor agora, não dá pra ficar chorando. É parte do futebol, é parte da nossa profissão, é parte do nosso trabalho. Você tem que voltar, assistir os tapes e tentar melhorar até o fim da temporada e focar no próximo jogo, contra os Jets".


Azar para o time da casa?


Culpado ou não, há quem diga que a derrota foi causada pela presença de um visitante inesperado no MetLife: um gato preto invadiu o campo durante a partida e saiu para a base de uma das arquibancadas do estádio. O jogo foi retomado a partir desse momento.


Em comunicado oficial no Twitter do estádio dos Giants, há informação que o felino não foi mais visto.

Gato durante "invasão" durante o Monday Night Football — Foto: Brad Penner/USA Today Sports


Resultados da Semana 9:


Jacksonville Jaguars 3 x 26 Houston Texans;

Philadelphia Eagles 22 x 14 Chicago Bears;

Pitsburgh Steelers 26 x 24 Indianapolis Colts;

Miami Dolphins 26 x 18 New York Jets;

Kansas City Chiefs 26 x 23 Minnesota Vikings;

Carolina Panthers 30 x 20 Tennessee Titans;

Buffalo Bills 24 x 9 Washington Redskins;

Seattle Seahawks 40 x 34 Tampa Bay Buccaneers;

Oakland Raiders 31 x 21 Detroit Lions;

Los Angeles Chargers 26 x 11 Green Bay Packers;

Denver Broncos 24 x 19 Cleveland Browns;

Arizona Cardinals 25 x 28 San Francisco 49ers;

Baltimore Ravens 37 x 20 New England Patriots.