últimas notícias

Claire diz que Williams não deve ser vendida: "Vamos encontrar o investimento que precisamos"

Atualizado: 6 de jul. de 2020

  • Atual vice-presidente esperançosa quanto ao futuro da escuderia

  • "Tem um grande valor na marca da Williams. Tenho certeza de que qualquer investidor veria isso"


Claire, vice-diretora da Williams, concedendo entrevista — Foto: Sky Sports

Apesar de recente perda de patrocínio e de déficit de mais de 13 mi de libras (cerca de R$ 85 mi) no ano passado, conforme o ZonaMista.net informou, a vice-presidente e chefe de equipe da Williams, Claire, entende que a escuderia conseguirá encontrar o poderio financeiro necessário para que a equipe passe por cima de todos os problemas gerados pelas últimas temporadas ruins e pela crise do coronavírus.


"Eu tenho toda a confiança de que vamos conseguir o investimento necessário", disse a filha de Sir Frank Williams. "Estamos tomando essa decisão de direcionar investimentos que possam nos ajudar a alcançar tudo o que queremos, com planos que vamos traçando e para nos levar ainda mais longe futuramente. É certamente o dia certo para fazer isso na história da Williams", completou.

A história citada por Claire é, de fato, riquíssima. Fundada em 1977, a construtora possui 8 títulos mundiais e fica atrás apenas da Ferrari, que tem 16.


"Há um grande valor na marca da Williams", continua. "É amada por fãs, sejam da Fórmula 1, sejam de outros esportes, e acho que isso serve para algo. Tenho certeza de que qualquer investidor reconheceria isso".

No entanto, a boa fase daquela Williams comandada por Frank já é passado: nas duas últimas temporadas, foi a pior equipe da F1, ficando em último lugar na classificação das construtoras. Todos fatores que levaram a equipe ao péssimo patamar no qual se encontra atualmente. Um fato muito bem contextualizador é o da última vitória de um Grand Prix da equipe: em 2012.


"Tivemos dois anos ruins", justificou a britânica. "Qualquer time pode ter dois anos ruins, você aprende com seus erros e se levanta. Dizer que a Williams está em uma 'declínio em espiral' é provavelmente exagerado ou errôneo", finalizou.

A F1 ainda não tem calendário oficial divulgado, mas deve ter primeira corrida no dia 5 de julho, na Áustria. A agenda será divulgada na próxima semana. O ZonaMista.net, claro, seguirá acompanhando.