top of page

VEJA TAMBÉM

CBF destina crédito de R$ 100 milhões a clubes da Série A a juro zero

  • Cada clube deverá receber até R$ 5 mi

  • Série B também contará com ajuda financeira


Linha de crédito substitui arrecadação com ingressos ou televisão — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta segunda-feira (08) a implementação de uma nova linha de crédito, sem cobrança de juros a curto, médio ou longo prazo, aos clubes que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro de R$ 100 milhões.


"A CBF vai disponibilizar aos Clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro uma linha de crédito total de até R$ 100 milhões de reais, a juro zero. Os recursos serão concedidos tendo como garantia os valores a receber pelos clubes referentes ao contratos de direitos de transmissão das competições que disputam e prêmios por desempenho nesses campeonatos. Os valores sairão integralmente do caixa da CBF, de forma imediata", conforme nota oficial.


A federação informou que cada a cada time será destinado um montante de R$ 5 milhões, a fim de repor valores mortos, com os quais os clubes vem "sofrendo", conforme o presidente da instituição Rogério Caboclo, como arrecadação com ingressos e sócio-torcedores ou direitos de transmissão de partidas oficiais.

“A CBF sabe que os clubes são a base de toda a indústria do futebol e que eles têm sofrido grandes impactos com a paralisação das competições provocada pela epidemia de Covid-19. Por isso, temos procurado todas as formas de apoiar os clubes nesse momento difícil”, afirmou o cartola. “Não basta que voltem as competições. Precisamos de clubes capazes de retornar a elas de forma competente”, encerrou.


E não será apenas a primeira prateleira do futebol do País que arcará com a ajuda. A Série B também receberá sua própria linha de crédito relativos aos direitos de transmissão pela TV. Este será o segundo auxílio que o segundo escalão recebe. Em abril, foram destinados cerca de R$ 11 milhões pela instituição. Além deles, R$ 19 milhões também endereçaram-se às séries C e D.


Ainda, a CBF destinou R$ 3,2 milhões a federações de estados e adiantou o pagamento de R$ 1,8 milhão a árbitros.

Yorumlar


bottom of page