últimas notícias

Baltimore Ravens: a revolução no ataque da franquia

Fizemos uma recapitulação dos últimos e amargos anos das unidades ofensivas da franquia para entender o que mudou com Lamar Jackson



Há muito tempo não vemos uma evolução tão grande de um jogador como presenciamos nessa temporada com Lamar Jackson. O QB dos Ravens trouxe para a franquia um brilho que há muito não se via.


Depois do Super Bowl contra o San Francisco 49ers, foram temporadas com muitos altos e baixos para a franquia, principalmente no ataque: Joe Flacco nunca deu ao torcedor a sensação de segurança que todos esperam de um Franchise QB, sendo assim, apesar das defesas incríveis montadas, o time nunca chegava como uma ameaça forte o suficiente por conta das falhas no seu ataque, mesmo com as boas campanhas e idas aos playoffs.


Na temporada de 2018 isso parecia que continuaria. Depois de mais um ano fraco de seu quarterback, os Ravens chegaram à pós-temporada com os snaps sendo recebidos tanto por Flacco, como pelo seu mais novo signal caller que acabara de ser draftado, Lamar Jackson.


Joe Flacco, quando ainda vestia a jersey dos Ravens — Foto: Sports Illustrated

Jackson chamou a atenção por ser extremamente atlético, correr muito bem com a bola e dar um dinamismo diferente ao ataque dos Ravens. Porém, uma coisa ainda estava faltando: o jogo aéreo. Lamar falhava nos passes e demonstrava uma clara fraqueza em um fundamento essencial para sua posição.


É aí que entra um dos principais responsáveis pelo sucesso de Baltimore: John Harbaugh, apesar da pressão para retornar com o seu QB campeão do Super Bowl, manteve o camisa 8 em campo. Os Ravens acabaram perdendo no Wild-Card para o Chargers, porém, ali nascia um time diferente.


Para a temporada de 2019 poder ser diferente para o ataque dos Ravens, algumas decisões precisavam ser tomadas... e John foi certeiro. Joe Flacco não tinha mais espaço no time e acabou indo para o Denver Broncos. Lamar tinha potencial, mas precisava melhorar em alguns fundamentos. O jogo corrido não podia depender apenas de Jackson, era necessário um running back que causasse impacto, algo que aconteceu com a chegada de Ingram.


Ingram comemorando TD — Foto: BR

Harbaugh trouxe um dos melhores RB da liga. Mark chegou para dar ainda mais dinamismo no ataque dos Ravens, que passa longe de ser unilateral. Apesar de Ingram e Lamar serem ótimos corredores e não ter nenhuma estrela entre os recebedores, Marquise Brown e Nick Boylesão alvos confiáveis, além de fortes. Apesar disso, a estrela entre os recebedores dos Ravens certamente está em Mark Andrews. Tight-end físico, alto e ótimo recebendo passes.


No front seven, a linha ofensiva já estava pronta, conseguia proteger o QB e abrir espaço para o jogo corrido, já que contavam com um dos melhores guards da liga, Marshal Yanda. Restava recriar, no entanto, o que fez Joe Flacco conseguir tantos jogos produtivos: a conexão com tight-ends. E conseguiram.


Todos esses fatores funcionaram nesta temporada. Jackson treinou e melhorou a sua mecânica de jogo para que nunca mais o chamassem de um corredor que lança a bola. Lutou para provar que é um lançador de alto nível, atlético, rápido, físico e que irá aproveitar as chances que tem de ganhar boas jardas, seja pelo ar ou seja com as pernas. Sem sombra de dúvidas, MVP desta temporada, o camisa 8 se tornou o quarterback que todos querem ter em campo.


Lamar em ação por Baltimore — Foto: AP Photo/Gail Burton

Harbaugh trouxe um dos melhores RB da liga, Mark Ingram chegou para dar ainda mais dinamismo no ataque dos Ravens, que passa longe de ser unilateral. Apesar de Ingram e Lamar serem ótimos corredores e não ter nenhuma estrela entre os recebedores, Marquise Brow e Nick Boyle são alvos confiáveis, além de fortes. Apesar disso, a estrela entre os recebedores dos Ravens certamente está em Mark Andrews. Tight-end físico, alto e ótimo recebendo passes.


Era tudo que o time de Baltimore precisava, todas as armas estão lá, além de um dos melhores técnicos da liga. A corrida pelo Super Bowl pode não ter terminado com vitória neste ano, mas ainda temos muito para ver sobre esse time.


Patrick Mekari saindo do gramado após perder partida do Divisional Round — Foto: AP Photo/Julio Cortez

O Super Bowl LIV acontece neste domingo (02), em Miami. Você acompanha toda a prévia do maior evento esportivo dos EUA durante esta semana, aqui no Zona Mista.