últimas notícias

🚨 Após investigação, ex-presidente da FIFA Joseph Blatter é banido do futebol por mais seis anos


Blatter foi condenado em processo que investigava esquemas de corrupção — Foto: P. Schimidli / Getty Images

🚨 Após investigação, ex-presidente da FIFA Joseph Blatter é banido do futebol por mais seis anos


Publicado em 24/03/2021, às 13h55

Por Zona Mista

 

O ex-presidente da FIFA, Joseph Sepp Blatter, recebeu um novo banimento de seis anos e oito meses do futebol, anunciado pelo corpo governante global do esporte.


A punição foi imposta devido a múltiplas violações do Código de Ética da FIFA e entra em vigor assim que a suspensão atual terminar em outubro. A mesma duração de suspensão foi imposta ao ex-secretário geral da organização, Jérôme Valcke. Segundo a FIFA, ambos foram multados em quase 1 milhão de francos suíços (quase R$ 6 mi).


A confirmação da FIFA diz: “A investigação sobre os Srs. Blatter e Valcke cobriram vários encargos, em particular relativos ao pagamento de bônus em relação às competições da FIFA que foram pagos a altos funcionários da gestão da FIFA, várias alterações e extensões em contratos de emprego, assim como reembolso pela FIFA dos custos privados legais, no caso do Sr. Valcke.”

Foi descoberto que Blatter tinha aceitado benefícios econômicos indevidos totalizando 23 milhões de francos suíços (cerca de R$ 137 mi) e aprovou pagamentos ou bônus de mais de 46 milhões de francos suíços (pouco mais de R$ 350 mi) para outros funcionários.


A câmara adjudicatória do Comitê de Ética da FIFA considerou Blatter, de 85 anos, violador das regras relativas ao dever de lealdade, conflitos de interesse e oferta e aceitação de presentes ou outros benefícios. Valcke, de 60 anos, violou os mesmos artigos do código de ética, além de abuso de poder.


Valcke aceitou benefícios indevidos que valem 30 milhões de francos suíços (aproximadamente R$ 180 mi). R$ 50 milhões em relação à Copa do Mundo de 2010 na África do Sul, R$ 60 milhões em relação à Copa das Confederações e à Copa do Mundo de 2013 e 2014, no Brasil, e R$ 65 milhões na Copa das Confederações de 2017 e a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.


Blatter, cujo comportamento foi descrito pelo comitê como “completamente repreensível”, e Valcke estão banidos de qualquer envolvimento com o futebol desde 2015. Eles têm 21 dias para interpor recurso das sanções e decisão para o tribunal arbitral do esporte.