últimas notícias

Após gol polêmico do Manchester City, Conselho de Árbitros altera a regra do impedimento


Após polêmico gol do Manchester City, regra de impedimento sofre alterações — Foto: Getty Images

Após gol polêmico do Manchester City, Conselho de Árbitros altera a regra do impedimento


Por ZonaMista.net, em Londres (ING)

26/01/2021 — 14h37

 

O Conselho de Árbitros de Jogos Profissionais (PGMOL) anunciou nesta terça-feira (26) alguns ajustes à regra do impedimento. A atuação se deu após o gol polêmico de Bernardo Silva, atacante do Manchester City, na vitória sobre o Aston Villa na semana passada - veja a história do jogo, clicando aqui.


Na ocasião, Silva abriu o placar para os donos da casa em um lindo chute no canto superior direito do goleiro do Aston Villa. Contudo, a polêmica ficou para o início da jogada, quando o meio-campista Rodri, em posição de impedimento, era alvo de passe de cabeça quando o zagueiro Mings interceptou. Contudo, logo que o defensor dominou a bola, acabou sendo desarmado pelo próprio Rodri, que tocou para o Bernardo marcar o tento. Após a partida, o gol causou uma reação muito negativa não apenas por parte da torcida do Aston Villa, mas da mídia inglesa no geral, alegando que o fato de Mings ter feito o corte não deveria ocasionar na anulação do impedimento do jogador do City. Ainda, o treinador dos Villans, Dean Smith, acabou expulso após o gol, por reclamações acintosas.


Silva e Foden (na ordem) celebram o primeiro gol da vitória por 2 a 0 sobre o Aston Villa — Foto: Getty Images

Dessa forma, a PGMOL entrou na discussão e, mesmo assim, saiu em defesa da validação do gol, alegando que a interceptação de Mings ocasionava na perda da posse do time do City e que, portanto, Rodri não poderia estar em posição ilegal. Apesar disso, a sigla resolveu agir a fim de evitar outros problemas eventuais. Veja o que foi decidido, via nota oficial:


"Quando um jogador em uma posição de impedimento tenta ativamente atrapalhar o ato do adversário deliberadamente dominar e reter a bola, os árbitros da partida devem priorizar dar a bola ao adversário e, portanto, o 'impedimento por interferir na habilidade do oponente em ter o domínio da bola' deve ser marcado", afirmou o órgão.

Simplificando: no caso do gol de Bernardo Silva, o tento deveria ter sido invalidado, já que Rodri, em posição ilegal na hora do passe, influenciou ativamente na perda da posse de bola de Tyron Mings, que não teve a chance de dominar a bola.


A medida passará a valer para as próximas edições das copas domésticas. A Premier League e a EFL já redigiram cartas a todos os 92 clubes avisando sobre a mudança, segundo a emissora de TV Sky Sports.