Desgaste sob-controle

A maratona de jogos de início de temporada no futebol brasileiro requer cuidados especiais de qualquer comissão técnica com o intuito de minimizar o risco de lesões musculares nos atletas. Com isso, a rotina de treinos dos atletas é “enxertada” com trabalhos de recuperação e monitoramento do desgaste físico. E são nestes momentos onde são acionados profissionais como o fisiologista Inaldo Freire no Sport Club do Recife.

De acordo com Inaldo, os atletas leoninos são avaliados sistematicamente com os chamados exames de CK, entre 36h e 48h pós-jogo, para avaliar o nível de fadiga muscular (nesta terça-feira, inclusive, o CK dos jogadores foi bem baixo). Esta avaliação serve como base para o técnico Falcão e os preparadores físicos do clube comandarem seus devidos treinamentos. O treinador leonino, por sinal, tem “segurado” os atletas até o segundo dia pós-jogo sem trabalho no campo.

Há também um trabalho de conscientização da comissão técnica para os atletas aproveitarem o tempo livre para o descanso. Sobretudo nas concentrações, quando os jogadores costumam se distrair com video-games, por exemplo. O mesmo acontece com a alimentação, que já é controlada no CT. Os tradicionais – e sempre disputados – “rachões” também foram trocados por trabalhos lúdicos de recuperação na piscina.

“Fisiologicamente falando o maior desgaste dos jogadores vem no segundo dia pós-jogo. Por isso a gente tem utilizado o dia seguinte para um trabalho de força, e no segundo dia deixamos para fazer a crioterapia (gelo), e trabalhos de baixa intensidade. Ao invés do rachão, damos preferência a trabalhos lúdicos que auxiliam na recuperação”, explica Inaldo Freire.

Segundo Inaldo, o resultado de “todo esse processo” pode ser visto facilmente. “É por tudo isso que nosso número de lesões musculares são muito baixos. As lesões que hoje acometem nosso plantel são provocadas por pancadas inevitáveis da prática do futebol”, afirma. No elenco leonino, alguns atletas já somam quase 900 minutos em campo, em dez partidas, como o lateral-esquerdo Renê e o volante Luiz Antônio, que participaram de todos os jogos da temporada, juntamente com Everton Felipe.

Confira a matéria completa aqui: http://www.sportrecife.com.br/noticias/desgaste-sob-controle